Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Inovação é o rumo da centenária Faculdade de Ciências da U.Porto
10-10-2019
Foi sob o signo da inovação que a FCUP - Faculdade de Ciências da Universidade do Porto celebrou ontem o seu 108.º aniversário, sublinhando assim que o legado da sua História não amarra a instituição ao passado, antes servindo de impulso para a sua atualização e adequação aos tempos atuais.

Aliás, "pessoas no centro da decisão, assegurando melhor qualidade de vida" serviu de mote à intervenção do orador convidado para a sessão "Sociedade e Inovação" que marcou as comemorações: sintomaticamente, o vice-presidente da Câmara do Porto, Filipe Araújo, que tem a responsabilidade pelo pelouro da Inovação e Ambiente.

Antes da atuação das tunas académicas, e perante o reitor da U.Porto e dirigentes da FCUP, o autarca partilhou reflexões sobre o Porto enquanto cidade de conhecimento e inovação, explicando os porquês de ter sido criado o Porto Innovation Hub - "a nossa Casa da Inovação" - que tem por missão "agregar as instituições, as empresas, os empreendedores, os empresários e os cidadãos em torno de um desígnio de inovação, comum a todos".

Filipe Araújo aproveitou para referir a inovação e o empreendedorismo como características que estão no ADN da cidade, e frisou que o desenvolvimento desta tem estado desde sempre ligado ao desenvolvimento da Universidade do Porto, nomeadamente da FCUP.

A recuperação dos jardins históricos, a conquista do Green Flag Award para três espaços verdes, os avanços no setor tecnológico e a criação da Porto Digital (que associa Câmara, U.Porto e Metro do Porto e cuja rede de fibra ótica interliga a maioria dos edifícios públicos, além de ter anualmente milhões de utilizadores) foram alguns dos exemplos que apontou entre projetos já concretizados. Mas falou também em termos de futuro e apontou o Parque da Asprela (previsto para 2020) para salientar a importância dada à valorização e fixação dos recursos humanos e à captação de investidores, domínio em que a ScaleUp Porto. se tem revelado um instrumento fundamental.

Como resultados da estratégia que o executivo municipal vem aplicando na gestão da cidade, o vice-presidente lembrou as distinções que a cidade recebe, a criação de empresas, o crescimento económico e do PIB do Porto e da Região Norte (média anual superior a 4% entre 2014 e 2017), bem como do Investimento Direto Estrangeiro (11,4% entre 2013 e 2018) e das exportações aqui originadas (39% do nacional).