Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Ingleses e sauditas investem 100 milhões de euros em projeto imobiliário em Paranhos
29-06-2017

Apartamentos, residências para estudantes, escritórios, áreas de comércio e um hotel: é esta a amplitude do projeto de 100 milhões de euros que vai nascer num terreno de 7,8 hectares junto ao Campus da Universidade do Porto, em Paranhos. Trata-se do maior investimento imobiliário de sempre na cidade, de relevância acrescida por se situar fora do centro, a cargo do fundo saudita MEFIC Capital e da gestora inglesa de ativos imobiliários Round Hill Capital.


De acordo com informações dadas à agência Lusa pelos promotores do projeto, os trabalhos arrancam no terreno - no quarteirão entre as ruas Novas do Tronco, da Telheira e do Amial - no terceiro trimestre deste ano, tendo uma duração prevista de quatro anos e meio.


O complexo incluirá 1.200 acomodações para estudantes e 200 apartamentos residenciais, bem como um hotel, espaços para escritórios, um mercado, um supermercado, áreas de estacionamento e jardim.


Ainda segundo os promotores, o empreendimento será incluído no Porto Innovation District, uma iniciativa entre a Câmara do Porto e universidades, escolas de negócios, hospitais, institutos e centros de pesquisa para a promoção da inovação e do empreendedorismo na cidade.


A MEFIC Capital é uma empresa de serviços financeiros registada na Capital Market Authority da Arábia Saudita, enquanto a Round Hill Capital se apresenta como empresa especialista em investimento, desenvolvimento e gestão de ativos imobiliários.


"Há vários anos" que a Round Hill Capital "está a analisar o mercado português", salienta Michael Bickford, fundador e presidente do Conselho de Administração da empresa. Citado em comunicado, o responsável admite continuar "atento a novos investimentos em Portugal, com características de valor semelhantes". A explicar este interesse está a conjuntura do país, a "beneficiar de tendências macroeconómicas positivas, indicadores sólidos na oferta/procura no segmento da residência para fins académicos, hotelaria, propriedade residencial e um ambiente de investimento positivo".


Do lado da MEFIC Capital, importa realçar que este é o primeiro investimento da empresa fora da Arábia Saudita. O administrador e diretor executivo da financeira, Ibrahim A. Al Hedaithy, justifica a escolha de Portugal por ser um país com "valores de integridade e profissionalismo", naturalmente a par do crescimento económico "estável" - este é, sublinha o responsável, "um fator-chave de atratividade e que nos permite apoiar a criação de postos de trabalho de longa duração e apoiar o desenvolvimento da comunidade local e regional de uma forma responsável". Para Ibrahim A. Al Hedaithy, "é um prazer poder participar, ainda que de forma marginal, no crescimento do Porto enquanto destino de investimento a nível europeu".