Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Importância da economia circular no setor da água debatida em conferência
18-02-2019
A conferência "Transição para a Economia Circular no Setor da Água: Desafios e Oportunidades" realiza-se no próximo dia 28 de fevereiro, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett. É organizada pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA) e conta com o apoio da empresa municipal Águas do Porto.

Refletir a utilização dos recursos hídricos e procurar alternativas sustentáveis para combater a crescente escassez de água, uma realidade já sentida em algumas zonas do país que registaram cenários de seca nos últimos anos, constituem os temas-chave desta conferência.

Interligada a estas questões, a agenda de trabalhos também vai abordar a necessidade de as cidades alterarem a forma como utilizam as águas pluviais e residuais, nomeadamente para a rega de jardins e lavagem da via pública, e para a necessidade de legislar sobre a matéria.

Recorde-se que o Plano de Ação para a Economia Circular em Portugal foi aprovado, em linha com as diretrizes internacionais (Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, Acordo de Paris e Objetivos do Desenvolvimento Sustentável). Na ótica da melhoria da eficiência dos recursos, onde se inclui a água e significativo incremento da sua reutilização e reciclagem, é necessário perceber melhor quais as implicações desta resolução.

Para tal, é necessário tomar consciência que a água deve ocupar um papel central no que diz respeito à otimização dos respetivos usos, redução dos consumos e das perdas, aproveitamento de águas pluviais e reutilização de águas residuais tratadas para fins compatíveis. Também a valorização de lamas provenientes de estações de tratamento e de efluentes pecuários, como fonte de matéria orgânica, nutrientes e energia, passíveis de serem recuperados e reutilizados, deve estar presente.

Os temas em destaque neste encontro da APDA, que coincide com a celebração do seu 31.º aniversário, visam traduzir-se em mais um contributo para a sustentabilidade das políticas públicas do setor da água para a próxima década.