Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Iluminação pública vai ser substituída por luzes LED
19-12-2019

A Câmara do Porto vai abrir um concurso público internacional para o fornecimento e instalação de luminárias de tecnologia LED em toda a cidade, estimando-se uma redução anual de 3.800 toneladas de CO2 libertado para a atmosfera. O retorno integral do investimento de 8 milhões de euros virá em apenas seis anos.


Amortizando o custo do equipamento à redução dos consumos, em 5,8 anos a solução económica global encontrada pela Câmara do Porto passa a ser positiva, conforme indica a proposta assinada pela vereadora dos Transportes, Fiscalização e Proteção Civil, Cristina Pimentel, que é votada na reunião de Executivo Municipal do próximo dia 23 (segunda-feira).

O ganho é efetivamente maior quando a análise alastra a outra escala de valores. Em termos ambientais, a nova iluminação pública LED vai contribuir para a diminuição do consumo de energia elétrica em cerca de 60%, proporcionando assim uma significativa redução das emissões de gases com efeito de estufa a partir da cidade do Porto. Tudo isto sem comprometer a qualidade da iluminação a um menor custo, sustenta o documento.

O concurso público estará dividido em 12 lotes que cobrem todo o concelho e o preço-base agregado total ascende a 8,1 milhões de euros. Os vencedores, escolhidos por um júri, ficarão vinculados a um contrato que vigorará por um período máximo de três anos.

Recorde-se que o Município do Porto subscreveu o Pacto dos Autarcas para o Clima e Energia, que definiu o objetivo de redução de emissões de CO2 em 40% até 2030, mas o Porto decidiu ir ainda mais longe do que as metas estabelecidas pela União Europeia e pelo Acordo de Paris e estabeleceu para si a meta de redução em 50%.

A par dos benefícios ambientais e económicos, a decisão de investir na reconversão para tecnologia LED vai resultar numa melhoria geral da qualidade do sistema de iluminação pública, tornando o espaço público mais confortável e seguro para a sua utilização.

O projeto de iluminação pública do Porto é o primeiro a obter o selo IREE "Investor Ready Energy Efficiency", o que certifica também a qualidade do projeto.