Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Igreja do Mirante abre-se a conversa sobre história e religião na vida portuense
28-09-2018

A Igreja Evangélica Metodista do Mirante é o próximo objeto do ciclo municipal Um Objeto e seus Discursos por Semana. A sessão está marcada para amanhã, dia 29, pelas 18 horas.


Esta igreja foi o primeiro templo protestante a ser construído à face da rua em Portugal, facto apontado como revelador de a cidade do Porto ser mais liberal e tolerante do que as demais, num tempo de falta de liberdade religiosa.

Inaugurada no dia 25 de março de 1877 e com capacidade para cerca de 200 pessoas, a igreja ficou localizada no primeiro andar do edifício, na Praça do Coronel Pacheco. O rés-do-chão foi usado como escola primária que funcionou durante cerca de 100 anos.

Em 1934, foi colocada a fachada decorativa de azulejos, com desenho de um membro da Igreja, Delfim Gonçalves Vieira. De 1974 a 1975, realizaram-se obras de remodelação, segundo projeto da arquiteta Maria Júlia Gaspar.

Hoje, esta igreja é local de reunião de uma comunidade intergeracional e interétnica.

O bispo da Igreja Evangélica Metodista, Sifredo Teixeira, pastor na Igreja do Mirante, a socióloga Helena Vilaça, cujo trabalho científico tem incidido de modo dominante sobre a religião, e a historiadora Rita Mendonça Leite, autora de obras sobre o Protestantismo na sociedade portuguesa, vão ajudar a perceber a história e o papel deste "objeto".

Devido à natureza do local, a lotação máxima é de 190 lugares. Para participar, pode adquirir o bilhete (2 euros) na bilheteira online ou nos locais habituais.

Saiba mais sobre o ciclo municipal Um Objeto e seus Discursos por Semana clicando AQUI