Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Identidade do Museu da Cidade foi distinguida pelos prémios Graphis Award
06-09-2018
A identidade do Museu da Cidade arrecadou a distinção Silver na prestigiada competição internacional de design Graphis Awards. A conceção da imagem é recente e parte do conceito de Museu policêntrico criado por Rui Moreira, com o objetivo de agregar os diferentes núcleos museológicos existentes - ou em desenvolvimento - no Porto.

O prémio enquadra-se na Categoria Branding, correspondendo à atribuição Silver Graphis Award (Prata). A identidade foi concebida pelo estúdio de design Another Collective.

O conceito do Museu da Cidade descentralizado emana do projeto cultural de Rui Moreira e começou o seu caminho no anterior mandato autárquico, pelo antigo vereador da Cultura, Paulo Cunha e Silva. Envolve os polos museológicos no centro da cidade, mas também tem por missão criar conteúdos noutras zonas, normalmente menos visitadas.

É o caso do Museu da História da Cidade, que está a ser construído nos antigos reservatórios de água existentes no Parque da Pasteleira.

O conceito assenta, por isso, na valorização do património cultural de forma sistematizada e materializa-se num plano de modernização e dinamização de museus municipais e de outros equipamentos culturais de elevado interesse cultural e turístico que está em curso.

Com o apoio comunitário do Programa Operacional Regional do Norte 2020, a ideia de Museu de Cidade já permitiu a chegada de novos públicos à Casa-Museu Guerra Junqueiro, reaberta em março de 2017; à Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio, que retomou a atividade em julho de 2017; e, mais recentemente, ao Museu Romântico, que reabriu em fevereiro.

Para breve, está prevista a conclusão do projeto do Museu da História da Cidade e a reabertura do Museu do Vinho do Porto, que se transfere para a Rua da Reboleira, localizada na frente ribeirinha.

A mesma distinção já tinha sido obtida pela Câmara do Porto em 2015, com a conceção gráfica da identidade "Porto.", desenvolvida pelo Estúdio Eduardo Aires.