Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

i3S participa em projeto europeu para diagnóstico precoce e tratamento de doenças das articulações
10-01-2018
O i3S - Instituto de investigação e Inovação da Universidade do Porto participa num projeto europeu para diagnosticar doenças degenerativas das articulações, divulgou hoje a Universidade do Porto no seu site de notícias.

O projeto MIRACLE irá desenvolver e preparar para comercialização a primeira sonda de artroscopia utilizando a tecnologia de infravermelho médio (MIR), que permitirá o diagnóstico precoce das doenças articulares mais frequentes. O i3S receberá 440 mil euros para participar nos processos de validação dos protótipos, gerir o percurso regulamentar de cada componente e definir estratégias de comercialização do produto final. Será também responsável pela comunicação e divulgação do projeto.

A sonda irá permitir, por exemplo, "o diagnóstico precoce da osteoartrite, uma doença degenerativa que afeta 242 milhões de pessoas em todo o mundo e tem alta prevalência na Europa, atingindo cerca de 20 a 40 por cento da população de idosos, com custos elevados para os atuais sistemas de saúde europeus".

O conceito do MIRACLE é proporcionar a avaliação a nível bioquímico da cartilagem articular 'in vivo', de modo a facilitar a tomada de decisão pelo ortopedista e destina-se a ser utilizado durante uma cirurgia minimamente invasiva (artroscopia).

Liderado pela Universidade de Oulu, na Finlândia, o MIRACLE será desenvolvido por 13 parceiros e está dotado com 6,1 milhões de euros pelo programa de fundos comunitários Horizonte 2020.