Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Hospital de Santo António homenageia em exposição as feridas invisíveis dos heróis da Grande Guerra
08-08-2019
A exposição "Das Trincheiras ao Hospital. Portugal, Saúde e Grande Guerra" está aberta ao público de segunda a domingo, no Museu do Centro Hospitalar do Porto, localizado no interior do Hospital de Santo António. A entrada é livre.

Trata-se de uma exposição única que reúne fotografias, textos, imagens e filmes da época, e até mostra como era uma sala de cirurgia de guerra. Elementos que, em conjunto, transportam o visitante numa autêntica viagem no tempo, recuando mais de 100 anos às trincheiras da Grande Guerra (1914-1918).

Incidindo em particular sobre a participação portuguesa naquela que foi a primeira guerra de dimensão mundial, a mostra visa dar a conhecer algumas das indeléveis marcas que perduraram na saúde dos milhares de portugueses mobilizados para este trágico acontecimento, sobretudo em três teatros operacionais: Angola, Moçambique e Flandres.

A partir desta exposição é também possível aferir como é que a Primeira Guerra Mundial viria, paradoxalmente, a impulsionar e influenciar avanços científicos e técnicos nas práticas da saúde da época e vindouras.

Integrada no projeto de investigação "Medical and Healthcare services in the First World War: the case of the Portuguese soldiers during and after the Great War (1914-1960)", a exposição é comissariada por Helena da Silva e José Picas do Vale. 

Fica patente no Auditório Prof. Doutor Alexandre Moreira do Centro Hospitalar Universitário do Porto, no Hospital de Santo António, até dia 29 de setembro. Pode ser livremente visitada entre as 10 e as 13 horas e entre as 14 e as 17 horas, de segunda-feira a domingo.