Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Hoje é o último dia do Fórum do Futuro e há cinco eventos de acesso gratuito
09-11-2019
Depois de uma semana de salas cheias, a edição de 2019 do Fórum do Futuro tem hoje o último dia com um programa recheado de propostas com potencial para repetir o fenómeno, atraindo público a nova performance em Serralves, a uma sessão no Cinema Trindade ou duas conversas e uma apresentação multidisciplinar no Teatro Rivoli.

Em Serralves, decorre de forma contónua, entre as 12 e as 18 horas, a segunda apresentação de "Monument 0.4: Lores & Praxes (rituals of transformation)", de Eszter Salamon. É uma exposição-performance interpretada por 10 performers vindos da África do Sul, Costa Rica, Inglaterra, Holanda, Hungria, Lituânia, Peru, Portugal e Singapura.

No Cinema Trindade, às 16 horas, é exibido "Dreams are colder than death", de Arthur Jafa. O filme propõe uma reflexão sobre o legado do famoso discurso de Martin Luther King "I have a dream", para colocar questões fundamentais e prementes: O que é o conceito de negritude? De onde vem? O que significa para as pessoas que vivem hoje em dia nos Estados Unidos da América?

Por sua vez, a curadora, editora e historiadora Clémentine Deliss conduz a sessão "Manifesto pelo direito de acesso às coleções coloniais sequestradas na Europa Ocidental", em que falará sobre como a história dos museus está marcada pelo imperialismo europeu e sobre a necessidade de uma reinvenção do projeto museológico num sentido de reparação. Com moderação da antropóloga e investigadora Nélia Dias e do diretor artístico do Museu da Cidade, Nuno Faria, a sessão tem início às 17 horas na Caixa de Palco do Grande Auditório do Teatro Rivoli.

A sessão de encerramento do Fórum do Futuro está marcada para as 19 horas, no Rivoli, onde Sir David Adjaye, um dos arquitetos mais influentes do nosso tempo, falará sobre os seus processos, motivações e influências, assim como os seus projetos presentes e futuros: o primeiro Pavilhão do Gana na Bienal de Arte de Veneza deste ano, um novo museu para reunir em África os tesouros pilhados do Benim, e colaborações com governos de vários países africanos.

Na sessão, moderada pela arquiteta Graça Correia, professora da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, Adjaye discutirá também a importância da história e identidade de cada lugar na sua prática de arquitetura, recorrentemente ligada a culturas e à diáspora do continente africano.

A fechar o dia e o programa desta edição do Fórum do Futuro, a produtora, DJ, escritora e artista Crystallmess apresenta "In memory of Logobi", às 22 horas, no Café Rivoli. É uma performance multidisciplinar que inclui um DJ-Set e uma composição audiovisual e estabelece um mapeamento multidimensional do Logobi, explorando o cruzamento entre alienação pós-colonial, tecnologia e cultura "faça-você-mesmo", numa abordagem pós-moderna da etnomusicologia.

No último dia do Fórum do Futuro, a bilheteira do Teatro Rivoli está aberta a partir das 13 horas e a do Cinema Trindade a partir das 14 horas. Todas as sessões são de entrada livre, mediante levantamento de bilhetes (máximo de dois por pessoa e por sessão), à exceção da performance "In memory of Logobi", para a qual não é necessário bilhete.

A programação completa pode ser consultada AQUI