Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Gago Conference leva ao i3S o debate europeu sobre a investigação do cancro
12-02-2018
O Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) da Universidade do Porto recebe na quarta-feira, 14 de fevereiro, a primeira "Gago Conference on European Science Policy". A iniciativa, que presta homenagem ao falecido investigador e ex-ministro José Mariano Gago, visa promover o debate sobre políticas de saúde na Europa. Com o encontro deseja-se fomentar a investigação clínica e a inovação nos domínios do cancro, tendo em vista a redução do seu impacto na sociedade europeia.

O evento - que reunirá no Porto "investigadores, políticos e empresários europeus para um debate alargado sobre o presente e o futuro da investigação em cancro na Europa", conforme destaca a U. Porto - é promovido pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. Em declarações à Lusa, o governante salientou ser intenção "reforçar o ativismo científico e a necessidade de juntar cientistas e decisores na definição de políticas, algo pelo qual [Mariano Gago] sempre se bateu", disse.

Manuel Heitor lembrou que José Mariano Gago esteve ligado ao crescimento do investimento na ciência, sobretudo nos anos 80 e 90. Ministro da Ciência e da Tecnologia entre 1995 e 2002, dedicou parte da sua vida ao desenvolvimento e à conceção de políticas científicas em Portugal e na Europa, associadas, sobretudo, ao reforço e à formação avançada de recursos humanos.

A Gago Conference surge, pois, para fomentar o envolvimento de diferentes agentes na definição de políticas europeias que promovam e reforcem a ciência e a tecnologia, incidindo o debate nas estratégias de investigação e de relacionamento com o ensino e com a medicina.
A escolha do cancro para tema central da primeira edição deve-se não só ao facto de ser uma doença que afeta "todas as sociedades", mas também por estarem a ser discutidos os níveis e as formas de investir em investigação, nomeadamente no âmbito do próximo Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação - explicou o ministro.

De acordo com Manuel Heitor, as tendências atuais indicam que, em 2050, 50% dos doentes com cancro morrerão devido à doença. Para o governante, a finalidade de eventos científicos como este, bem como das discussões à volta deste tema, passa por incentivar a investigação tecnológica e clínica, de forma a baixar essa percentagem. "Esperamos, assim, que até 2030 três em cada quatro doentes com cancro possam ter uma perspetiva longa de vida", referiu.

A Gago Conference é promovida em parceria com o diretor científico do Danish Centre for Translational Breast Cancer Research, Julio E. Celis, a ex-deputada do Parlamento Europeu Teresa Madurelli, e a presidente da Agência Ciência Viva, Rosália Vargas. Localmente, a organização é assumida por Mário Barbosa e Manuel Sobrinho Simões, ambos diretores do i3S.

Esta primeira edição é composta por painéis de discussão que integram representantes de governos, das comunidades médicas, académicas e científicas, assim como de empresas europeias.

Durante o evento - que acontece precisamente no Auditório José Mariano Gago do i3S - serão ainda entregues três medalhas (Gago Awards) a profissionais que se destacaram no desenvolvimento e na divulgação da ciência.