Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Formação e sensibilização acompanham a Movida
06-07-2017

A promoção da segurança e saúde na noite do Porto, no que se inclui a "sensibilização e educação para a cidadania e uso do espaço público", acompanha o programa definido para a Movida pela autarquia. Surge no âmbito da certificação europeia "Noite Segura" ("Safer Nightlife"), cujo processo de atribuição foi iniciado em maio, e envolve ações de formação destinadas, numa primeira fase, a responsáveis por estabelecimentos de recreação noturna. A primeira já se realizou.


Com uma segunda ação programada para breve, a diretora da Movida da autarquia, Ana Cláudia Almeida, está agora a preparar reuniões "com moradores, entidades competentes e agentes económicos" da zona de animação noturna definida em regulamento municipal. "Com a participação de todos", pretende -se identificar consensualmente as áreas a intervir e, deste modo, estabelecer um plano de iniciativas "desenhado para a realidade do Porto". Ruído, limpeza urbana ou convivência no espaço público são assuntos em aberto que, envolvendo a noite, fazem também a cidade de dia, conforme salienta a responsável.


Esta dinâmica colaborativa faz parte do projeto SAFE!N Porto, que pretende refletir localmente a certificação "Safer Nightlife", criado pela Câmara com a Agência Piaget para o Desenvolvimento.


Enquanto se realiza este trabalho, aguarda-se a publicação em Diário da República do novo regulamento da Movida do Porto. Só depois este poderá ser implementado. Recorde-se que o documento foi aprovado em dezembro passado em reunião de Câmara e depois pela Assembleia Municipal.


Hoje mesmo, o jornal Público publicou um artigo sobre a tese de doutoramento "A Cidade Notívaga: Ritmografia Urbana de um Party District na Cidade do Porto", da investigadora Cláudia Rodrigues. No trabalho académico, conclui-se que as dinâmicas noturnas funcionaram como um "catalisador" para a reabilitação urbana da baixa e centro histórico do Porto.