Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Simulacro de incêndio
02-03-2016

A Avenida dos Aliados foi ontem palco de uma ação diferente. No meio da agitação diária, o Gabinete do Munícipe foi alvo de um simulacro de incêndio, com resgate de vítimas. A iniciativa teve como principal objetivo treinar e coordenar as diversas forças de Proteção Civil local que são chamadas a atuar quando os acidentes acontecem.

 

Prevenção e coordenação foram as palavras de ordem. Ações deste caráter são executadas várias vezes ao longo do ano e servem para afinar práticas que são decisivas em cenário real.

 

A postos estiveram entidades como a Polícia de Segurança Pública, a Polícia Municipal, os Bombeiros Voluntários do Porto, os Bombeiros Voluntários Portuenses e o Batalhão de Sapadores Bombeiros, a Cruz Vermelha, o INEM, a Guarda Nacional Republicana, o Departamento Municipal de Proteção Civil, o Exército - Regimento de Transmissões e a Autoridade Nacional de Proteção Civil, entre outros.

 

O simulacro, que decorreu no Gabinete do Munícipe, teve início com um incêndio na garagem que alastrou aos pisos superiores, deixando encarceradas vítimas no quarto e sexto andar. A ação desenrolou-se em três frentes: combate ao fogo na garagem, resgate das vítimas do quarto andar através da utilização de "manga" de evacuação e, ao mesmo tempo, resgate no sexto piso através de escada.

 

Em atuação estiveram cerca de 200 operacionais, com dezenas de viaturas e outros equipamentos de salvamento. Para além disso, estiveram também disponíveis por toda a Avenida dos Aliados, 18 tendas de campanha das diversas forças de proteção civil representadas.

 

No final, Sampaio Pimentel, vereador do Pelouro da Fiscalização e Proteção Civil da Câmara do Porto, e João Sendim, diretor do Departamento de Proteção Civil do município, frisaram a importância de iniciativas como esta para testar, agilizar e, em alguns casos, melhorar procedimentos fundamentais, de modo a diminuir o tempo de resposta, quando a situação é real.

 

Ontem, 1 de março, assinalou-se o Dia Internacional da Proteção Civil. A Câmara do Porto, contando com a participação de todos os agentes de Proteção Civil local, associou-se à efeméride, com a organização de uma "Montra de Agentes de Proteção Civil" e de algumas iniciativas de interação com os munícipes e em especial com o público infantojuvenil.