Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Filme sobre Porto de cor e luz na seleção oficial do festival Finisterra 2017
06-05-2017

Entre mais de dois mil filmes candidatos, "Anima Luminaria", de Paulo Ferreira, foi um dos escolhidos pelo júri do Finisterra Arrábida Art & Tourism Film Festival. Prémios são anunciados no dia 25. 


Num vídeo em time-lapse, o fotógrafo e produtor desmonta a ideia de um Porto a preto-e-branco para mostrar a cidade da cor e da luz, singular na sua coleção de claraboias e lanternins. Em menos de sete minutos, transita do cinzento para a policromia que tinge a paisagem tripeira.


O autor quis deixar claro, com este projeto, que "esta é uma cidade muito colorida e alegre". Como contou ao Porto., a luz "acompanha a vida das pessoas todos os dias". Sobretudo na zona antiga, "entra por claraboias, sai por lanternins e está por todo o lado", nas casas e em edifícios históricos.




Os prémios do festival Finisterra 2017 serão entregues em Sesimbra, no próximo dia 25. Para Paulo Ferreira, fundador do estúdio PTimelapse, será mais uma distinção a afirmar a qualidade de um trabalho que tem merecido destaque em termos internacionais. O "timelapser" português venceu, no ano passado, duas das categorias do Hollywood International Independent Documentary com um filme sobre as auroras boreais, que fotografou na Noruega. Mas não há amor como o primeiro, assume: "Desde pequeno que o Porto me fascina. Tenho vários vídeos sobre a cidade". E o público conhece-os, alguns tornaram-se virais, como é o caso de "Porto in Motion".


"Anima Luminaria" foi realizado em 2016 para uma exposição de Luciana Bignardi e Paulo Gaspar Ferreira sobre claraboias e lanternins do Porto, apresentada na Casa do Infante.


De acordo com Paulo Ferreira, a realização deste filme foi difícil "na medida em que todo ele foi registado maioritariamente no interior dos edifícios que polvilham a cidade". O resultado é "um vídeo intimista de cariz arquitetónico que alerta para a necessidade de preservação" das tradicionais claraboias ou lanternins.