Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Festival Trengo leva o circo ao local de origem e a outros espaços da cidade
20-06-2018
O Trengo - Festival de Circo do Porto está de volta. Entre 30 de junho e 8 de julho, leva espetáculos gratuitos ao Jardim Paulo Vallada, à Quinta do Covelo e ao Teatro Rivoli. 

O festival, que é novamente produzido pela companhia Erva Daninha, tendo a PortoLazer e o Teatro Municipal do Porto (TMP) como coprodutores, oferece desta vez um total de 16 espetáculos, dos quais 11 são nacionais e 5 internacionais.

Apresentado hoje em conferência de imprensa ao ar livre, na Praça de D. João I, que terminou com uma demonstração de novo circo, o evento vai sair dos Jardins do Palácio de Cristal, que o acolheram em 2016 e 2017, e distribuir-se por três outros espaços da cidade, alargando assim o seu alcance.

Esta edição do Trengo está "repleta de novidades", como apontou a diretora artística da Erva Daninha, Julieta Guimarães. No entanto, "mantém inalterada a sua característica distintiva, apostando uma vez mais na criação nacional de circo contemporâneo, nomeadamente através de bolsas de criação e uma programação com espetáculos maioritariamente de criadores portugueses", vincou.

Nuno Lemos, administrador da PortoLazer, revelou ter encontrado "grande abertura" junto da Erva Daninha "para levar este ano o festival a novos espaços públicos na cidade", lembrando, por exemplo, que o Jardim Paulo Vallada (também conhecido como Jardim das Pedras) foi, durante várias décadas, o local onde se fixavam e atuavam os circos tradicionais que visitavam a cidade do Porto. Aliás, é ali que decorrerá o espetáculo de abertura do Trengo 2018, bem como nos dias 6 e 7 de julho.

Outra das novidades do festival é o facto de ir também ao Teatro Rivoli nos dias 30 de junho e 7 de julho. Tiago Guedes, diretor do TMP, considerou a propósito que "o Porto é uma cidade cada vez mais recetiva às práticas circenses e a Erva Daninha tem sido uma das estruturas mais dinâmicas neste âmbito, sendo, aliás, uma das estruturas residentes no Teatro Campo Alegre".

Também por isso, a par dos três espetáculos que estão programados para o Teatro Rivoli, o público e os programadores convidados poderão ainda observar os artistas num Treino Aberto de Circo a realizar no Teatro do Campo Alegre (2 de julho) e assistir às três conversas que terão lugar no Café Rivoli, nos dias 3, 4 e 5 de julho, sempre a partir das 21,30 horas.

Por último, o Trengo vai também ao Parque do Covelo, que tem vindo a ser reabilitado e onde haverá espetáculos e outras atividades do festival nos dias 1 e 8 de julho.

Veja a programação completa do Trengo - Festival de Circo do Porto, aqui.