Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

FITEI arranca a 28 de maio no Rivoli
10-05-2016

A 39.ª edição do Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica (FITEI) tem como tema principal a Cenografia e vai decorrer no Porto, de 28 de maio a 19 de junho.


Na conferência de apresentação da programação do evento, que decorreu hoje no Rivoli, o diretor Gonçalo Amorim salientou que já estar a ser preparada a edição de 2017, quando o festival celebrar quatro décadas de existência, num programa virado para o tema da comunidade e dos "territórios comuns".




Esta ano, o festival arranca a 28 de maio, no grande auditório Manoel Oliveira, no Rivoli, com "Suite N.º 2", de Joris Lacoste e o seu coletivo Encyclopédie de la Parole, num espetáculo ao qual se segue, no Teatro do Bolhão, o concerto do quarteto Palankalama.


No dia seguinte, o edifício das Águas do Porto recebe o "Concerto para Estrelas", do Teatro do Frio com a colaboração do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, no qual o espetador vai ter um contacto com o som criado e "se relaciona com a paisagem", através do recurso a auscultadores sem fios.


Nos dias 15 e 16 de junho, o Teatro Carlos Alberto, no Porto, recebe "El Señor Galindez", da companhia chilena Teatro Amplio, estreada em outubro de 2013 para marcar os 40 anos do golpe de Estado de Augusto Pinochet, que derrubou o governo de Salvador Allende.


Naquilo que Gonçalo Amorim designou como uma "semana chilena", dias mais tarde, o FITEI encerra, a 19 de junho, no Cineteatro Constantino Nery, em Matosinhos, com "Los Millonarios", do Teatro La Maria (Chile), uma comédia negra sobre o conflito mapuche, o povo indígena mais numeroso daquele país e que luta pela recuperação do seu território ancestral.


Nos dias 1 e 2 de junho, o Teatro Nacional São João vai acolher "Las Ideas", um trabalho do argentino Federico León concebido para cerca de 100 pessoas que vão estar no palco do teatro a assistir à procura pelos intérpretes "do mais profundo das ideias", como explicou o diretor do festival.


Na conferência de imprensa estiveram também presentes o diretor do Teatro Municipal do Porto, Tiago Guedes, e o diretor artístico do Teatro Nacional São João, Nuno Carinhas. Tiago Guedes classificou o apoio dado ao FITEI pela Câmara do Porto como uma "parceria musculada", referindo-se a 45 mil euros de financiamento, que também inclui coprodução de alguns dos espetáculos apresentados.


Ao todo, no Teatro Municipal do Porto, Rivoli e Campo Alegre serão apresentados seis espetáculos.


O festival vai incluir ainda várias exposições, aulas, oficinas de trabalho e uma extensão do colóquio internacional de crítica de teatro, que vai estar a decorrer na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.