Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Feiras e mercados não alimentares encerram como medida preventiva
14-03-2020

Uma das medidas de combate ao avanço do coronavírus, ontem anunciadas pelo presidente da Câmara do Porto, é o encerramento de todas as feiras e mercados não alimentares da responsabilidade do Município, a partir de hoje (sábado) até dia 9 de abril.


A decisão, comunicada por Rui Moreira, entra em vigor neste fim de semana e abrange as seguintes feiras e mercados municipais:


- Feira da Vandoma - sábado de manhã, na Avenida 25 de Abril;
- Feira dos Passarinhos - domingo de manhã, no Passeio das Fontainhas;
- Mercado da Ribeira - de segunda a domingo, no Cais da Ribeira (junto ao pilar da Ponte Luís I);
- Feira de Artesanato de Santa Catarina - de segunda a sábado, na Rua de Santa Catarina;
- Feira de Antiguidades e Velharias - terceiro sábado de cada mês, na Praça de Francisco Sá Carneiro (Praça Velasquez);
- Feira de Numismática e Filatelia - domingo de manhã, na Praça de D. João I (junto às arcadas);
- Feira do Cerco - domingo de manhã, na Alameda de Cartes;
- Mercado de Artesanato do Porto - sextas e sábados, na Praça de Parada Leitão.

Recorde-se que, desde a passada terça-feira, dia 10, a autarquia decidiu encerrar preventivamente todos os equipamentos culturais e desportivos do Município. Ontem, dia 13, também as instituições de cultura e turismo da cidade seguiram os mesmos passos, decidindo pelo encerramento temporário dos seus equipamentos.

O Município do Porto informou ainda que vai continuar a acompanhar atentamente a evolução da situação e as decisões que forem sendo emitidas, quer pelo Governo quer pelas entidades de saúde pública.

As medidas que Rui Moreira anunciou, através da gravação de um vídeo, são para vigorar até dia 9 de abril, "sem prejuízo da sua reavaliação assim que se justifique", afirma.