Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Feira do Livro termina já neste domingo mas tem ainda muitas propostas culturais e de animação
16-09-2017
Contos de Sophia de Mello Breyner, jazz ao vivo, exposições, debate com Alexandra Lucas Coelho e Gonçalo M. Tavares, 130 pavilhões de livros, dança, lição de Maria João Reynaud sobre Raul Brandão, cinema, conversa com José Paulo Cavalcanti Filho, teatro, curso de literatura, espetáculo infantil, leitura encenada e performances são uma parte do que ainda tem para lhe oferecer a Feira do Livro do Porto, que chega ao fim neste domingo. 

Com os Jardins do Palácio de Cristal continuamente percorridos por milhares de pessoas, a Feira do Livro tem vindo a disponibilizar um imenso programa de atividades culturais, educativas e de animação, desde o passado dia 1 e sempre com acesso livre.
Quase a terminar, tem porém ainda muitas sugestões para um final de semana em cheio para toda a família, das quais se destacam:

Permanente - "Impressões expressas - Sophia - Sophia", um convite ao saber da obra de Sophia de Mello Breyner, conjugando as tecnologias móveis com a poesia. A porta de entrada são os excertos de poemas inscritos na rampa entre o Pavilhão Rosa Mota e a Avenida das Tílias. Uma aplicação web e a função de reconhecimento de texto permitem ao público entrar no espaço digital onde a obra poética se transforma numa coleção de textos isenta de ordem, princípio ou fim. (Curadoria de Andreia Garcia; autoria de Sara Orsi)

Permanente - "Call me at tree" é a instalação sonora que desafia o público a atender o telefonema das árvores, sendo surpreendido com o sussurro de um poema ao ouvido.

Hoje, 21h30 - "Comunidade", a obra-prima do "escritor maldito", Luiz Pacheco (1925-2008), dá origem a um espetáculo de teatro (M/12) com Maria Duarte, Gonçalo Ferreira de Almeida e João Rodrigues, onde se toma contacto com a intimidade do escritor, polemista e editor, bem como com os seus anos de privação.

Domingo

12h00 - O ciclo de lições programadas por Anabela Mota Ribeiro conclui com "Húmus de Raul Brandão: entre o sonho e o grito", uma abordagem à escrita brandoniana pela especialista Maria João Reynaud. A atração ou vontade de conhecer melhor a obra e a vida de Raul Brandão pode até ser depois complementada com a visita às exposições que assinalam o 150.º aniversário do seu nascimento, comissariadas por Vasco Rosa e patentes até ao próximo dia 30 na Biblioteca Pública Municipal do Porto e na Casa-Museu Guerra Junqueiro.

12h/14h - Uma dose de música bem servida pela Juke Box instalada na Praça da Alimentação, com um menu de boas músicas escolhidas por autores e ilustradores portuenses.

A partir das 13h00 - Sessões de autógrafos com vários autores (informação detalhada em www.cm-porto.pt/feiradolivro)

14h30 - "Comunidade", a obra-prima do "escritor maldito", Luiz Pacheco (1925-2008), dá origem a um espetáculo de teatro (M/12) com Maria Duarte, Gonçalo Ferreira de Almeida e João Rodrigues, onde se toma contacto com a intimidade do escritor, polemista e editor, bem como com os seus anos de privação.

15h00 - A performance interativa itinerante "triActo" convida o público a participar num jogo de três letras e muitas palavras.

15h/18h - O premiado autor Gonçalo M. Tavares está presente na Feira do Livro, onde orienta um Curso de Literatura a partir do seu "O senhor Valéry" (inscrições esgotadas).

16h00 - A primeira sessão da nova temporada de "Porto de Encontro" traz para a conversa com o jornalista Sérgio Almeida o biógrafo de Fernando Pessoa, ex-ministro da Justiça do Brasil, consultor da UNESCO e do Banco Mundial, José Paulo Cavalcanti Filho, que vem também apresentar "Somente a verdade", o seu novo livro.

16h15 - Leituras encenadas pelo Balleteatro para o público mais jovem, na Concha Acústica.

17h00 - Marina Nabais e Joana Pupo apresentam o espetáculo "Corpo-Mapa-Livro", isto é "uma peça que desarruma a biblioteca" (a partir dos 4 anos; acesso limitado à capacidade da sala).

17h00 - A performance interativa itinerante "triActo" convida o público a participar num jogo de três letras e muitas palavras.

17h15 - O Centro de Dança do Porto apresenta-se com uma coreografia de Teresa Vieira a partir do conto "A Fada Oriana", de Sophia de Mello Breyner.

18h10 - Performance de dança contemporânea pelo Balleteatro a partir das palavras de Sophia de Mello Breyner "Com os teus gestos me vestiste e aprendi a viver em pleno vento".

18h30 - O "Jazz ao pôr do sol" apresenta o Pedro Neves Trio e o seu novo disco "5:21", que descreve o primeiro momento do amanhecer.

19h00 - O último dos debates programados por José Eduardo Agualusa junta dois dos autores mais interessantes da literatura portuguesa atual - Alexandra Lucas Coelho e Gonçalo M. Tavares - para uma conversa sobre "O corpo e o mal". Com moderação de Luís Caetano, vão partilhar com o público  o desejo de compreender o mecanismo do mal e o fascínio pela loucura e os territórios mais sombrios do espírito humano.

20h00 - "Landing" pelo Balleteatro, na Concha Acústica.
20h15 - "Landing" pelo Balleteatro, na Concha Acústica.
20h30 - "Landing" pelo Balleteatro, na Concha Acústica.
20h45 - "Landing" pelo Balleteatro, na Concha Acústica.

21h00 - "Sair da casca" é um projeto da Casca de Noz que põe os contadores de histórias Rui Spranger e Joana Oliveira a dizer contos de Sophia de Mello Breyner, destinados a famílias.


21h30 - Na derradeira projeção de cinema, Anabela Mota Ribeiro apresenta "Um caso de vida ou de morte / A matter of life and dead" (Reino Unido, 1946), da dupla Michael Powell e Emeric Pressburger, um melodrama que é, simultaneamente, um sonho alucinado e uma viagem em queda livre pela toca de coelho da mente delirante de um homem, onde o destino dos amantes se joga no escorrer de uma lágrima por um rosto.

Pode ainda aproveitar a ida à Feira do Livro para admirar três exposições:
- "Quatro Elementos", um discurso a quatro vozes sobre um tema simultaneamwente transversal à obra da autora homenageada nesta edição da Feira e ao debate que vincula a próxima edição do Fórum do Futuro (o Planeta), patente na Galeria Municipal do Porto;

- "O Anjo de Timor e outras histórias - ilustrações para Sophia", onde se percorrem contos da poeta através de citações e das ilustrações de Graça Morais e Júlio Resende, patente na Mezzanine da Galeria Municipal do Porto;

- "No illustration gap: Manuela Bacelar (1943) e Joana Estrela (1990)", que promove o encontro entre duas talentosas ilustradoras de gerações distintas.

Pode consultar detalhadamente toda a programação da Feira do Livro aqui e acompanhar o que se passa através do facebook.

HORÁRIO
Abertura: SÁB-DOM 11H00
Encerramento: SÁB 23H00 / DOM 21H30