Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Exposição sobre a Revolução Liberal já abriu na Casa do Infante com Pedro Baptista na memória
20-02-2020
A exposição "1820.Revolução Liberal no Porto" inaugurou esta quinta-feira à tarde, no âmbito das comemorações dos 200 anos da Revolução Liberal. Ficou marcada pelo falecimento, repentino, do seu comissário geral, o deputado municipal independente Pedro Baptista.

Face aos últimos acontecimentos, ocorridos na manhã desta quinta-feira, com o falecimento súbito do deputado municipal Pedro Baptista, a intervenção de Rui Moreira na inauguração da exposição foi marcada por uma homenagem ao deputado, seguida de uma visita aberta ao público.

Para o Presidente da Câmara Municipal do Porto, o trágico sucedido não deve interromper a atividade cultural da cidade e, por isso mesmo, manteve a inauguração da exposição e as atividades inerentes às comemorações até porque - acredita o presidente - isso seria o que o deputado "gostaria" e é "a melhor forma" de o homenagear.

"O Pedro Baptista era, verdadeiramente, um homem do Porto, livre com as suas afirmações, com os seus impulsos, com os seus excessos. Ele amava a cidade de uma forma desabrida, muitas vezes, como amava a liberdade, como amava a filosofia, como amava o Futebol Clube do Porto, como amava a polémica e tudo aquilo que rodeava as suas convicções. Era um amigo extraordinário", afirmou ainda o presidente portuense.



Rui Moreira aproveitou ainda, no final do seu depoimento, para referir que as cerimónias fúnebres decorrem esta sexta-feira, a partir das 17 horas, na Casa de Eugénio de Andrade, na Foz do Douro.

A exposição que recorda o dia em que se iniciou a Revolução Liberal na cidade estará patente no Gabinete do Tempo do Museu da Cidade - Casa do Infante até dia 6 de setembro e contará com uma visita guiada, às 15.30 horas, orientada pelo Professor Lopes Cordeiro, no próximo sábado, dia 22 de fevereiro.