Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Exposição inédita sobre a Revolução de Abril no Porto inaugura neste feriado
24-04-2019

Ultimam-se as montagens da exposição "A Substância do Tempo - 25 fotografias de Sérgio Valente, 45 anos depois do 25 de Abril", no átrio da Câmara do Porto. Nesta quinta-feira, pelas 12 horas, Rui Moreira vai inaugurá-la.


A iniciativa municipal integra a programação que a cidade preparou para assinalar a Revolução dos Cravos e permanecerá nos Paços do Concelho durante as próximas duas semanas.

Neste feriado, dia da inauguração, a apresentação da mostra fotográfica será feita por Carlos Magno, curador da exposição, e Sérgio Valente, autor das fotografias que guardou durante décadas e que retratam como se viveu o 25 de Abril na cidade do Porto.

Fotógrafo da resistência e da revolução, Sérgio Valente saiu de casa no dia em que o país reconquistou a liberdade sem a sua mítica Rolleicord, tendo apenas levado consigo uma pequena câmara de amador que quase se esqueceu de usar.

As suas verdadeiras fotografias do 25 de Abril são, portanto, as dos dias seguintes. Imagens que, sobretudo, gravaram o espanto e a liberdade experimentada nas ruas.

"Percorrendo os negativos que Sérgio Valente conservou, somos surpreendidos por pessoas, expressões, figuras e factos que entraram na saga da resistência e nas lendas do chamado processo revolucionário em curso. O espólio de Sérgio Valente deve, por isso, ser visto como uma sequência em que as fotos do pré-25 de Abril já fazem parte da revolução", escreve Carlos Magno, que desafiou o presidente da Câmara do Porto a apresentar estas imagens durante as comemorações dos 45 anos da revolução.

Para o curador, "entre a Praça da Liberdade e a Câmara Municipal do Porto, com a estátua do Garrett na praça General Humberto Delgado, fica o palco de uma cidade sem medo, cujas metamorfoses o Sérgio Valente e outros fotógrafos foram registando".

Esta exposição, produzida pelo Município, complementa as comemorações oficiais, organizadas pela Comissão Promotora das Comemorações Populares do 25 de Abril no Porto, e que contam também com o apoio da autarquia.

Concertos, fogo-de-artifício, jogos tradicionais, uma homenagem aos resistentes antifascistas e o tradicional Desfile pela Liberdade integram o programa deste ano das celebrações do 25 de Abril, no Porto.



Amanhã, às 19 horas, a Câmara Municipal apoia ainda um concerto solidário na Casa da Música, que reverterá a favor da associação de apoio à infância Casa do Caminho e do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto - IPATIMUP.

A celebração começa já na noite desta quarta-feira, a partir das 22 horas, com o concerto do grupo Kumpania Algazarra e a atuação do Coral da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, na Avenida dos Aliados.