Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

European Best Destination: As curiosidades da votação no ano de todos os recordes
10-02-2017

A oitava edição do "European Best Destination" bateu todos os recordes, com um total de 426.859 votos, com origem em 179 países diferentes. Na anterior edição, foram contabilizados 288.992 votos.


Depois de 2012 e 2014, esta foi a terceira vez que o Porto conquistou o título de Melhor Destino Europeu e o maior número de votos desde a criação desta competição, com 138.116 votos. Na anterior edição, a cidade croata de Zadar venceu com cerca de 57 mil votos. Atrás do Porto ficaram Milão, com 52.836 votos, e Gdansk, com 46.852 votos.




Mas se é verdade que a cidade e os portuenses se mobilizaram como nunca em torno deste desafio, a verdade é que o Porto teria ganho esta competição apenas com os votos conquistados fora do território nacional, que representaram 56,8 por cento do total de votos.


Sublinhando a notoriedade cada vez maior da cidade no exterior, o Porto foi o destino mais votado em 85 dos países, vencendo a votação, por exemplo, nos Estados Unidos, no Canadá, México, Brasil, na Venezuela, em Moçambique, Marrocos, na África do Sul, mas também na Turquia, no Reino Unido, em França, na Dinamarca, Suécia, Bélgica, no Luxemburgo, na República Checa, na Tailândia e até na Coreia do Sul, nas Filipinas, em Singapura e nas Ilhas Virgens Britânicas, entre outros.


Mas o Porto recebeu também votos de alguns locais do mundo, no mínimo, inesperados, como as Ilhas Caimão, Feroé e Fiji ou o Congo. É certo que foram votos solitários, mas foram todos para o Porto. Também o Afeganistão ou a Anígua enviaram dois votos cada para o Porto.


De acordo com a organização do concurso, os 20 destinos em competição - onde estavam, por exemplo, as capitais Atenas (4º lugar), Viena (7º lugar) ou Madrid (10º lugar) - foram mencionados ao longo de três semanas em mais de 900 artigos de imprensa em todo o mundo e repercutiram-se por toda parte através das redes sociais. A página de votação foi partilhada mais de 102.000 vezes nas redes sociais.


O vencedor será agora promovido junto de milhões de viajantes como o destinos mais popular para visitar em 2017. De acordo com a organização do Best European Destinations, o primeiro site dedicado à promoção do turismo na Europa, o crescimento do turismo no destino premiado é, em média, de 15%.


CURIOSIDADES SOBRE A VOTAÇÃO NO PORTO

Os votos mais inesperados:
- Afeganistão: 2 votos do Afeganistão e os 2 para o Porto
- Antígua e Barbuda: 2 votos de Antígua e Barbuda, 1 para o Porto, 1 para Milão
- Bahamas: Apenas 2 votos: 1 para o Porto, um para Gdansk
- Bermudas: 100% dos 3 votos para Porto
- Botswana: 5 votos, todos eles para o Porto.
- Cabo Verde: 95,71% dos votos para o Porto
 - Ilhas Cayman: 1 voto, para o Porto
- Congo: 1 voto, para o Porto
- Ilhas Faroé: 1 voto, para o Porto
- Ilha Fiji: 1 voto, para Porto
- Gibraltar: 1 voto para Londres, 1 para o Porto
- Guiné: 1 voto para o Porto
- Iraque: 6 votos, 4 para o Porto.
- Quénia: 6 votos, 3 para o Porto
- República Democrática Popular do Laos: 1 voto, para Porto
- Libéria: 2 votos, 1 para Viena, 1 para o Porto
- Malawi: 5 votos, 4 para Porto
- Maurícias: 6 votos, 3 para Porto (1º Lugar).
- Niue: 2 votos, 1 para o Porto, o outro para Madrid
- Ruanda: 2 votos: 2 para Porto
- São Cristóvão e Nevis: 1 voto, 1 para Porto
- São Tome e Príncipe: 9 votos, 9 votos para o Porto
- Ilhas Virgens Britânicas: 2 votos, 2 para Porto
- Ilhas Virgens EUA: 1 voto, 1 para Porto
- Zimbabué: 1 voto, 1 para Porto

Os grandes países que votaram Porto em primeiro lugar:
- Argélia: 74,33% dos votos para o Porto (Atenas e Viena em 2º e 3º lugar).
- Andorra: 85,07% dos votos para o Porto (seguido por San Sebastian com 10,45% dos votos de Andorra).
- Angola: 97,74% dos votos para o Porto (seguido de San Sebastian e Atenas)
- Bélgica (31,73% dos votos para o Porto e 21,89% para Bruxelas na 2ª posição)
- Brasil (86,92% dos votos para o Porto, Milão e Viena nos 2º e 3º lugares)
- Canadá (30,55% dos votos para o Porto, seguido de Atenas com 23,79% dos votos)
- Chile (40,32% para o Porto, seguido de Madrid e Atenas)
- Colômbia (41,76% dos votos para o Porto).
- Costa Rica: 29,13% dos votos para o Porto
- República Checa: Porto 28, 73%, Praga 13, 01%
- Estónia: 26,79% dos votos para o Porto (Atenas na 2ª posição).
- França: 52, 05% dos votos para o Porto (seguidos por Bonifácio e Paris).
- Geórgia: 28, 57 dos votos para o Porto (seguido por Atenas e San Sebastian)
- Alemanha: 27, 33% dos votos para o Porto, seguido por Viena (17,48%) e Atenas (13,24%)
- Gana: 71,43% dos votos para o Porto, seguidos por Milão e Amesterdão
- Guadalupe: 73,91% dos votos para o Porto
- Hong Kong: 38,16% dos votos para o Porto (seguido por Milão e Atenas)
- Hungria: 34,07% dos votos para o Porto (seguido por Viena e Atenas).
- Islândia: 37,27% dos votos para o Porto (seguido por Gdansk em 36,65%).
- Indonésia: 31,15% dos votos para o Porto, seguidos por Atenas e Milão.
- Irlanda: 36,24% dos votos para o Porto, seguido por Gdansk em 30,79%
- Israel: 24,47% dos votos para o Porto (seguido por Atenas e Gdansk)
- Coreia: 44,32% dos votos para o Porto (seguido por Milão e Atenas).
- Kuwait: 33,12% dos votos para o Porto (seguido por Atenas e Sozopol)
- Letónia: 49,12% dos votos para o Porto
- Lituânia: 50,12% dos votos para o Porto (seguido por Gdansk)
- Luxemburgo, 82,62% dos votos do Porto
- Macau: 96,43% dos votos do Porto
- Malásia: 37,93% dos votos do Porto
- Maldivas: 31,25% dos votos do Porto
- México: 33,75% dos votos para o Porto (seguido de San Sebastian e Madrid)
- Moldávia: 52,64% dos votos para o Porto (seguido por Atenas e Milão)
- Marrocos: 67,65% dos votos para o Porto (seguidos por Madrid e Gdansk).
- Moçambique: 97,12% dos votos para o Porto
- Omã: 51,34% para o Porto
- Panamá (22,22% para o Porto, seguido por Madrid e Milão)
- Paraguai (42,12% para o Porto)
- Perú: 36,51% para o Porto (seguido por Atenas e Madrid).
- Filipinas: 37,04% para o Porto
- Portugal: 89,17% para o Porto (seguido por Paris e Roma)
- Qatar: 52,69% para o Porto
- Roménia: 95,77% para o Porto (mais de 16.365 votos da Roménia para o Porto).
- Arábia Saudita: 29,17 para o Porto (seguido por Atenas e Milão).
- Senegal: 53,18% para o Porto
- Singapura: 31,88% para o Porto, seguido por Gdansk e San Sebastian
- Eslováquia: 24,02% para o Porto
- África do Sul: 50,54% para o Porto (seguido por Atenas e Viena)
- Sri Lanka: 35,71% para o Porto
- Suíça: 52,96% para o Porto (seguido por Basileia e Viena).
- Taiwan: 31,25% para o Porto
- Tanzânia: 57,14% para o Porto
- Tailândia: 34,33% para o Porto
- Emirados Árabes Unidos: 45,14% para o Porto (seguido por Atenas e Gdansk)
- Reino Unido: 42,25% para o Porto (seguido por Gdansk e Atenas)
- Estados Unidos: 57,73% para o Porto (seguido por Atenas e Gdansk).
- Uruguai (27,27% para o Porto).
- Venezuela: 69,23% para o Porto
- Vietname: 27,03% para o Porto
- Zâmbia: 52,27% dos votos para o Porto


Votaram Porto na segunda posição:
Arménia, Áustria, Argentina, Bahrein, Bielorrússia, Belize, Bolívia, Bulgária, China, Costa do Marfim, Croácia, Chipre, Equador, Egito, Etiópia, Ilhas Falkan, Finlândia, Guatemala, Honduras, Índia, Japão, Jordânia, Liechtenstein, Malta, Mónaco, Namíbia, Nepal, Nicarágua, Noruega, Polónia, Rússia, Santa Lúcia, São Marinho, Seychelles, Eslovénia, Espanha, Tunísia, Turquia.



Não votaram pelo Porto:
Barbados, Bangladesh, Camboja, Gronelândia, Haiti, Mali, Myanmar, Níger, Nigéria, Paquistão, Palau, Ilhas Salomão, Sudão, Suriname, Suazilândia, República Árabe da Síria, Tonga, Trinidad e Tobago, Turquemenistão, Uganda, Uzbequistão, Wallis e Futuna