Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Etapa da Red Bull Air Race no Porto decisiva na luta pelo título mundial
07-08-2017

A menos de um mês do regresso da Red Bull Air Race ao Porto, a 2 e 3 de setembro, dez anos depois da estreia, as águas do Douro, entre as cidades do Porto e de Gaia, voltam a ser o cenário do campeonato da Red Bull Air Race World Championship para a sexta jornada.


A competição chega à Invicta mais equilibrada do que nunca. O veterano piloto norte-americano Kirby Chambliss venceu as duas últimas etapas, em Budapeste e Kazan, e avançou para a liderança com um ponto de vantagem sobre o japonês Yoshihide Muroya e o checo Martin Sonka. O quarto classificado é, neste momento, Pete McLeod, do Canadá, a apenas dois pontos do líder.


Com cinco etapas já cumpridas, nenhum dos pilotos no ativo conhece o sabor da vitória neste traçado. O que esteve mais próximo é o norte-americano Kirby Chambliss, veterano, que foi segundo em 2008. O atual diretor desportivo, o britânico Steve Jones, venceu aqui em 2007. No ano seguinte foi a vez do austríaco Hannes Arch, que acabou por vencer o título mundial nesse ano. O mesmo aconteceu em 2009 com o britânico Paul Bonhomme, que também foi campeão.


O traçado é exigente e delimitado por uma sucessão de pilares e pórticos insufláveis entre as cidades do Porto e de Gaia, tem como limites as pontes D. Luís e da Arrábida. Equipados com as mais modernas aeronaves da atualidade, os ases dos ares executam manobras vertiginosas e alucinantes, numa luta constante contra o cronómetro, ao longo de um traçado, onde poderão atingir velocidades acima dos 370 km/hora (a baixa altitude) e podem superar os 10 G de aceleração.


A competição segue os moldes originais - qualificações no sábado e corrida no domingo - embora os motivos de interesse tenham sido largamente ampliados em relação às edições de 2007-2009. Reconhecida pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) como o Campeonato do Mundo da aviação desportiva, a competição evoluiu nos últimos anos e existem agora duas classes, uma para pilotos consagrados (Master Class) e outra para novos talentos (Challenger Class). É nesta última que está a primeira mulher a alinhar na Red Bull Air Race, a francesa Mélanie Astles. Ao todo são 23 pilotos em representação de 15 países, sendo o atual detentor do título o alemão Mathias Dolderer.


O público pode acompanhar toda a ação nas margens do Porto e de Gaia, em vastas áreas de acesso livre onde serão montados ecrãs gigantes - permitindo assim reter os melhores momentos com o apoio de comentadores especializados. Para além do traçado, também o aeroporto temporário da corrida - situado no Parque da Cidade - estará aberto ao público em períodos específicos, com a tradicional visita onde os fãs podem ver de perto os aviões e conhecer os pilotos.


+Info: Informação sobre horários e bilhetes disponíveis no site oficial da Red Bull