Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Estudo mostra que o Porto estimula empregados e dá confiança a empregadores
30-05-2019
Uma maioria de profissionais qualificados que se sentem satisfeitos e igual maioria de empregadores que se sentem estimulados a recrutar mais nos próximos meses são duas conclusões do estudo sobre talentos apresentado, nesta tarde, na Casa do Infante.

Da responsabilidade da consultora de recrutamento Hays com o apoio da InvestPorto, o evento teve como objetivo apresentar os principais resultados da primeira edição do relatório "Talent in the North", que consistiu numa análise das mais recentes tendências do mercado laboral na macro região Porto/Norte, com especial foco na realidade dos Centros de Serviços Partilhados.

Essa análise evidencia que o Porto e a região atravessam um momento económico favorável e promissor, inclusivamente com o aumento do número de empresas a decidir investir e fixar-se na cidade, tendo o vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, considerado que tal constitui prova de que "o Porto tem vindo a utilizar os seus argumentos para superar os desafios e conquistar novos projetos, atrair empresas e criar postos de trabalho".

A ideia foi reforçada pelo diretor regional da Hays Portugal, Carlos Maia, que destacou o Porto e a região como "uma referência em inovação, eficiência e capacidade de trabalho". Declarou mesmo ser "com muito orgulho que vejo os resultados deste esforço coletivo refletidos nos bons indicadores da região, um claro sinal de que a energia concretizadora dos nossos profissionais e empresários nos continuará a colocar no bom caminho".

Números demonstrativos

Em termos objetivos, o relatório apresentado hoje dá conta disso mesmo. Por exemplo, no caso dos profissionais qualificados, quando questionados relativamente à sua satisfação com o emprego atual, a maioria afirma estar satisfeita com fatores fundamentais como a localização geográfica da empresa (82%), a qualidade das instalações (80%), a situação contratual (78%) e os horários (77%). Entre os fatores que reúnem mais insatisfação, destacam-se também as perspetivas de progressão (67%), prémios de desempenho (66%), comunicação interna (60%), formação (57%), pacote salarial (57%) e cultura empresarial (52%).

Além disso, a maioria dos inquiridos (70%) indica ter interesse em mudar de emprego este ano, sendo que 28% destes afirmam encontrar-se já em processos de recrutamento. Quando questionados sobre o que mais valorizam num potencial empregador, indicam sobretudo a oferta salarial, o bom ambiente de trabalho, o plano de carreira e a cultura empresarial.

O estudo procurou, por outro lado, saber qual o cenário para 2019 na opinião dos empregadores da macrorregião Porto/Norte, 79% dos quais pretendem recrutar mais colaboradores neste ano. Os perfis mais solicitados serão os de Tecnologias da Informação (35%), Comerciais (32%) e Engenheiros (31%), seguidos por perfis Administrativos / de Suporte (14%), perfis de Apoio ao Cliente / Contact Center (14%) e perfis de Logística / Supply Chain (14%).

Ao fazer uma análise comparativa entre empresas com e sem Centros de Serviços Partilhados, de modo a detetar eventuais diferenças significativas, o relatório da Hays aponta que, embora ambos indiquem boas perspetivas de recrutamento para 2019, do lado das empresas do Centros de Serviços Partilhados a percentagem é muito superior, ascendendo aos 92%.

A comparação permitiu ainda verificar que determinados perfis qualificados serão consideravelmente mais procurados por empresas com Centros de Serviços Partilhados do que pelas restantes. É o caso dos perfis de Tecnologias da Informação (50%), de Marketing e Comunicação (17%), Financeiros (17%), de Apoio ao Cliente/Contact Center (20%) e de Hotelaria/Turismo (9%).

O evento concluiu com um debate sobre o "Talento no Norte", moderado por António Larguesa, jornalista do Jornal de Negócios, e que teve como oradores Diana Alves, Human Resources Manager da Sodexo, Luísa Fernandes, Director of People Development da Farfetch, Paula Baptista, Managing Director da Hays, e Telmo Fernandes, Human Resources Director da Natixis.