Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Estudantes invadem os Aliados e a cidade gosta
08-05-2018
Uma torrente de cores encheu as principais ruas da Baixa do Porto, com a Academia a mostrar o peso da sua força à cidade, num dos momentos chaves da comemoração estudantil. O Cortejo da Queima das Fitas juntou milhares de alunos do ensino superior, uns a começar o percurso académico, outros a terminar os cursos, entre uma multidão de curiosos, turistas e, claro, familiares orgulhosos.

O percurso começou na Cordoaria e desenvolveu-se até aos Aliados, onde está montada a Tribuna de honra, junto ao edifício da Câmara do Porto. Este ano, a organização entendeu regressar a uma tradição com 15 anos e os finalistas passaram a tribuna todos juntos, antes do carro de Medicina, a faculdade que abre o desfile.

O momento revestido de simbolismo, sobretudo para aqueles que terminam um percurso de vida estudantil, foi "apadrinhado" pelo presidente da autarquia, Rui Moreira, que fez questão de dar umas bengaladas em jeito de voto de boa sorte na busca de futuros promissores.

A ordem dos carros alegóricos obedece à antiguidade da casa, seja ela universidade, escola ou instituto e, por essa razão, as instituições mais recentes só terminam a passagem pela tribuna já pela noite dentro, num cortejo que envolve 44 escolas da academia do Porto, a maior do país.