Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Estudantes de todo o mundo desafiados com a Estratégia ScaleUp Porto
21-10-2016

Durante três dias, vários estudantes de algumas das mais reputadas Universidades e Business Schools de todo o mundo estiveram reunidos no Porto para participar num desafio sobre a estratégia ScaleUp, lançado pela Câmara do Porto juntamente com a Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP).


Participaram na FEP-U.PORTO ICC 2016 12 equipas de estudantes universitários de diferentes países (Estados Unidos da América, Canadá, Austrália, Espanha, Sérvia, Noruega, Líbano, Brasil, Hong-Kong, Tailândia e Portugal) que apresentaram na FEP as suas propostas para o crescimento das startups na cidade do Porto, perante um painel de jurados, entre eles, Filipe Araújo, vereador da Inovação e Ambiente da Câmara do Porto.


A FEP-U.PORTO ICC 2016 é uma "Business Case Competition" em que as equipas, compostas por quatro estudantes, são desafiadas a indicar recomendações para resolução de casos de negócio e a apresentá-las perante um júri constituído por pessoas com forte experiência empresarial.


Os principais pontos e estratégias apresentadas pelas equipas estiveram focados na forma como a cidade pode ajudar ao desenvolvimento e acompanhamento das startups, atrair e fixar talento no Porto e enraizar as grandes oportunidades que o mercado oferece, com vista a combater a dificuldade que ainda existe em perceber como evoluir em termos de negócio na região.


A equipa vencedora do desafio será anunciada esta sexta-feira, no jantar de encerramento da competição, tendo direito a um prémio surpresa.

 

Estratégia ScaleUp Porto


Com o objetivo de ajudar no crescimento das startups tecnológicas locais com potencial para escalar internacionalmente o Município do Porto e o UPTEC, em parceria com a Agência Nacional de Inovação, Porto Business School e Politécnico do Porto, criaram o ScaleUp Porto. A estratégia pretende posicionar a cidade como um espaço aberto à criatividade, à inovação e ao empreendedorismo. Os objetivos passam também pela criação de uma rede de cidades europeias que funcionem como catalisadores de ecossistemas empreendedores sustentáveis.