Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Estratégia de adaptação às alterações climáticas foi levada a jornadas escolares
21-05-2018
A estratégia local de adaptação às alterações climáticas foi exposta pelo vice-presidente do Município do Porto, Filipe Araújo, nas Jornadas de Geografia da Escola Secundária de Fontes Pereira de Melo. Perante alunos e professores, o também vereador da Inovação e Ambiente apresentou um programa essencialmente proativo que envolve diferentes medidas.

Sob o tema "As Alterações Climáticas e seus impactos no meio urbano", as jornadas permitiram dar a conhecer as orientações da Câmara do Porto numa matéria que, sendo de âmbito global, exige capacidade de resposta local.
Filipe Araújo salientou, por exemplo, as formas como a cidade está a reduzir as emissões de CO2 - aludindo a uma "revolução energética" em curso que abre caminho à penetração efetiva das energias renováveis -, mas quis deixar claro, perante os alunos, que é importante haver capacidade de adaptação. Como frisou, há que aceitar a inevitabilidade de certos fenómenos associados às alterações do clima e, com essa consciência, preparar a cidade para os absorver.

Neste processo de adaptação, tornam-se fundamentais competências como a resiliência ou a proatividade. O crescente investimento em coberturas verdes (há já mais de 130 telhados verdes pelo Porto, com uma área total de 11 hectares) ou no aumento da mancha de florestas urbanas nativas pelo concelho são algumas das frentes de iniciativa municipal. Neste domínio, ficou também claro, a mudança necessária será tão mais bem-sucedida quanto maior for o compromisso de diversas entidades, locais, nacionais e internacionais, e o envolvimento de cada cidadão.