Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Esta quarta-feira é dia de partir à descoberta de capelas desaparecidas
28-03-2017

O programa de percursos culturais a pé pelo Centro Histórico do Porto vai, nesta quarta-feira à tarde, partir à descoberta de capelas desaparecidas ou quase esquecidas. Umas foram mesmo destruídas, outras mudaram de lugar e outras ainda foram sendo abafadas pelo crescimento da cidade, estando quase esquecidas.


Na última jornada do trimestre, esta iniciativa propõe um percurso de cerca de duas horas por algumas das inúmeras capelas que proliferavam na zona mais antiga da cidade.


Com partida às 14,30 horas do Largo de S. Domingos, a visita é orientada pelo técnico municipal Manuel Araújo e inclui os locais onde se encontravam as agora desaparecidas Capela de São Roque e Capela de Santo André. Inclui também, entre outras, a Capela de Nossa Senhora da Boa Hora de Fradelos, mais conhecida por Capela de Fradelos e datada de há cerca de três séculos. Situada ao cimo da Rua de Sá da Bandeira, junto ao Silo-Auto, encontra-se hoje completamente transformada, desde logo pelo deslocamento da torre sineira para o corpo principal e pelo revestimento a azulejos.


Com um custo de 3 euros por pessoa e compra antecipada de bilhete obrigatória, os percursos culturais pedestres visam possibilitar uma maior proximidade ao património da cidade, tendo um tema genérico diferente em cada trimestre.


Através de variados itinerários, são mostrados edifícios, objetos, documentos, ruas e espaços, revisitando-se múltiplas histórias e mitos que permitem compreender a forma como a cidade foi construída ao longo dos séculos e articulando o edificado com o património imaterial e as narrativas vividas.


Bilhetes à venda aqui.

Informações: percursos.culturais@cm-porto.pt ou tel. 223 393 480