Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Especialistas internacionais discutem ciência para a reciclagem no Porto
22-01-2015

O Porto foi a cidade escolhida para acolher o Encontro Internacional da Ciência para a Reciclagem, que decorre hoje e amanhã na Fundação Cupertino de Miranda, uma iniciativa do European Research Centre for Recycling (ERCR).


A presidente do ERCR, em declarações ao porto.pt, após a sessão de abertura do evento, definiu como objetivo principal deste encontro "perceber o que é que se faz em termos internacionais a este nível". "Foram convidadas as melhores universidades, falando cada uma delas da recuperação de fileiras de resíduos, e nós, que queremos atuar na área da investigação da reciclagem, achamos conveniente conhecer aquilo que se faz de melhor a nível internacional", disse Quitéria Antão.


A responsável pelo ERCR, recentemente instalado no distrito do Porto, salientou também que a escolha desta região para albergar o centro deve-se ao facto do grande prestígio internacional que a cidade desenvolveu na área da ciência. "É uma cidade com boas universidades, muito bons conhecimentos científicos", referiu.


O vereador da Inovação e Ambiente da Câmara do Porto, Filipe Araújo destacou a importância da economia verde no futuro das cidades, principalmente europeias. "Não há outro caminho para qualquer cidade que quer ser sustentável e verde", disse. Filipe Araújo, lembrou que no passado o Porto investiu em sistemas de tratamento de resíduos como a Lipor, que, atualmente, fazem com que apenas cerca de um por cento dos mesmos sejam enviados para aterro, quando a média nacional situa-se nos 40 por cento. "Ao termos um instituto como este na região permite-nos ambicionar conhecer novas tecnologias, novos produtos, e no final ambicionar criar valor, criar emprego, porque a economia verde é uma economia forte e a crescer na Europa".


O secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, esteve também na abertura do evento e sublinhou o facto de o próximo Quadro Comunitário de Apoios contemplar um programa operacional para a sustentabilidade e uso eficiente dos recursos. "A economia circular é um desafio ambiental e um desfaio económico, os recursos são escassos e há cada vez mais procura a nível internacional de recursos (?). Estar a desperdiçar recursos que podem ser usados através da reciclagem não faz sentido economicamente e ambientalmente", afirmou o governante.


Neste encontro estão presentes investigadores do European Research Centre for Recycling, empresas de valorização de resíduos internacionais, associações europeias de reciclagem, laboratórios americanos de investigação aplicada, universidade e, também, o presidente da empresa americana Solena Fuels, que está já a desenvolver, com a British Airways, um combustível para aviões, a partir de combustíveis derivados de resíduos.