Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Ensino profissional celebra 30 anos com garantia de mais valorização no Porto
22-01-2019
O ensino profissional começou a celebrar os seus 30 anos no país com um seminário realizado ontem, no Porto, no qual recebeu elogios mas também garantias de empenho reforçado na sua valorização por parte da Câmara do Porto e do Governo.

Intervindo na sessão de abertura, no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, o presidente da autarquia, Rui Moreira, destacou que vê no ensino profissional uma "componente essencial" do sistema educativo. Daí que - como recordou das suas próprias promessas eleitorais - esteja a promover no atual ano letivo a aproximação do Município também às escolas profissionais, alargando a estas as iniciativas e os projetos e programas educativos que desenvolve. Ou seja, o projeto educativo da Câmara do Porto prevê a inclusão cada vez mais forte das escolas profissionais enquanto "instrumentos fundamentais" para a dinamização da inovação em educação, vincou.

Os elogios ao setor seriam secundados pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que criticou a desvalorização tradicional do ensino profissional, apontando como errada a visão de que se trata de "um depósito de insucessos precoces", e defendeu que deve ser considerado "em plena igualdade" com as restantes vias de ensino. Para o que - assegurou - estão a ser desenhadas medidas políticas.

De resto, no caso da Câmara do Porto, que tem um investimento previsto de 10 milhões de euros na área da educação para este ano, as políticas em aplicação apontadas por Rui Moreira refletem o entendimento de que um trabalho mais colaborativo com as escolas profissionais potencia a atuação em rede, alavanca boas práticas e fomenta uma maior abertura da Escola à comunidade.

Tal revela-se tão mais importante quanto existem na cidade 5 884 alunos de ensino profissional (dados do ano letivo 2017/2018). Desses, 4 239 frequentaram o ensino profissional privado e 1 645 o público. Em termos de escolas com oferta de ensino profissional no concelho do Porto, 18 são privadas e 11 são públicas. 

O seminário que marcou o início das comemorações do 30.º aniversário da criação do ensino profissional no nosso país teve por tema "O percurso das qualificações em Portugal e o contributo das Escolas Profissionais" e foi organizado pela ANESPO - Associação Nacional de Escolas Profissionais, contando com a participação de representantes institucionais, alunos, pais, encarregados de educação, empresários e instituições de ensino superior.

Entre os debates do evento estiveram temáticas como "O modelo pedagógico das escolas profissionais - estrutura modular, autonomia e flexibilidade curricular", "Educação e formação - a palavra aos beneficiários" e "As qualificações em Portugal e o contributo das escolas profissionais".

Este encontro realizou-se ontem, 21 de janeiro, por ser a data em que foi publicado o Decreto-Lei de criação das escolas profissionais, em 1989, e contou também com a participação do vereador com o Pelouro da Educação na Câmara do Porto, Fernando Paulo, e do Professor Joaquim Azevedo, considerado o principal mentor e dinamizador do ensino profissional em Portugal.

Além desta iniciativa, a ANESPO tem programada uma série de realizações ao longo deste e do próximo ano letivo, encerrando o ciclo comemorativo com um congresso que terá lugar em Lisboa, no mês de julho de 2020.