Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Ensaio fotográfico "Escrito com cal e luz" lembra o poeta Carlos de Oliveira
07-08-2019

A exposição de fotografia de Renato Roque, "Escrito com cal e com luz: ensaio fotográfico sobre a poética de Carlos de Oliveira", fica patente até dia 31 de agosto no átrio da Biblioteca Municipal Almeida Garrett. A entrada é livre.


A mostra parte da obra do escritor Carlos de Oliveira, revisitando os locais da Gândara, em Cantanhede, onde viveu a infância, e que se refletem amiúde nos seus textos. Além disso, é enriquecida por uma seleção bibliográfica e de manuscritos autografados pelo próprio escritor, que integram as coleções das bibliotecas municipais do Porto.

Sobre a exposição de Renato Roque, "Escrito com Cal e com Luz", a investigadora da Universidade do Minho, Isabel Cristina Mateus, assinala que é "antes de mais, um belíssimo roteiro fotográfico do universo poético de Carlos de Oliveira: uma viagem pela sua geografia pessoal e pelos lugares que, como ele próprio afirma em 'Micropaisagem (O Aprendiz de Feiticeiro)', lhe ficaram 'tatuados' na pele e na memória. Lugares de infância que configuram igualmente a sua topografia literária: a Gândara e 'uma aldeia pobríssima, Nossa Senhora de Febres' ".

Autor marcante do neorrealismo português e um dos mais importantes nomes da literatura portuguesa da segunda metade do século passado, Carlos de Oliveira (1921-1981) tem a Gândara como universo referencial da sua ficção e de parte substancial da sua poética, região que, segundo alguns especialistas, surge como a raiz, o cerne e a substância do próprio discurso literário e não apenas como simples contexto geográfico da narrativa.

"Escrito com cal e com luz: ensaio fotográfico sobre a poética de Carlos de Oliveira" está aberta ao público na BMAG (Biblioteca Municipal Almeida Garrett) de terça-feira a sábado, das 10 às 18 horas. Às segundas-feiras, as visitas realizam-se somente à tarde, entre as 14 e as 18 horas. Encerra aos domingos e feriados.