Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Encerramento do ano letivo leva milhares de alunos ao Coliseu Porto Ageas
03-06-2019
A Câmara do Porto assinala o encerramento do ano letivo com a apresentação do espetáculo "A Cinderela" no Coliseu Porto Ageas, a partir de hoje e até à próxima sexta-feira, entre as 9 e as 17 horas.

O espetáculo é dirigido à comunidade escolar da rede pública da cidade, tendo sido convidadas quase 9 000 crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 10 anos de idade e o respetivo corpo docente e assistentes.

O primeiro dia de celebrações contou com a presença do vereador da Educação, Fernando Paulo, para quem "esta iniciativa significa não só a celebração do Dia da Criança, mas também aquilo que foi um ano letivo recheado de muitos projetos educativos e pedagógicos. Esta festa visa precisamente o convívio e, sobretudo, também afirmar aquilo que é o Plano Educativo da Câmara do Porto junto das escolas".

O repto foi aceite por alunos, professores e auxiliares da educação pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, que têm a oportunidade de disfrutar momentos de animação com o grupo Mimo's Dixie Band, registo fotográfico dos grupos na entrada e sala de espetáculos e, principalmente, a peça "Cinderela", uma produção original do Teatro de Marionetas do Porto que dá a conhecer uma Cinderela dos "tempos modernos", baseada na história tradicional a partir das versões de Perrault e Grimm, onde não faltam o Lobo Mau, a Bruxa Má ou os Sete Anões.

Fernando Paulo acrescentou ainda que "são cerca de 8 000 alunos que frequentam os Jardins-de-Infância e as Escolas dos Primeiro Ciclo" e o objetivo é "mostrar que todos devem ser premiados, porque foi um ano de trabalho e de dedicação e queremos que a educação seja isto mesmo, que tenha esta vertente educativa e formativa, mas também a versão lúdica, porque devemos educar para a cidadania, mas sobretudo para as crianças e os jovens celebrarem e fazerem comunidade em conjunto".