Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Educação financeira ajuda jovens a gerir recursos
05-11-2017
A Universidade do Porto revelou um estudo que comprova que a educação financeira dos jovens, logo no início da vida escolar, tem resultados positivos e leva-os a identificar com mais facilidade "o que é essencial do que é supérfluo".

O estudo foi encomendado pela Área Metropolitana do Porto e focou-se numa avaliação do projeto "No Poupar Está o Ganho!", lançado há dois anos pela portuense Fundação Cupertino de Miranda e que vinha na sequência de um trabalho iniciado já em 2008. 

As crianças e jovens dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Secundário da região do Porto abrangidas pelo "No Poupar Está o Ganho!" mostram-se agora "mais capazes" de resolver questões quotidianas, como "abdicar da aquisição de um bem porque este é mais desejado do que é necessário ou é de duração efémera", aponta o coordenador do projeto, Rui Serôdio, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, citado pela agência Lusa.

Segundo o docente, os jovens envolvidos passaram a "expressar emoções mais positivas face a expectativas pessoais que não se realizam devido à necessidade de gestão dos recursos familiares". Manifestam também "maior compreensão e empatia" relativamente a decisões dos pais sobre esses recursos, ainda de acordo com Rui Serôdio, para quem é já possível concluir que "o programa funciona e tem um impacto social positivo".