Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Edifício da Câmara do Porto foi o mais visitado da cidade no Open House
01-07-2019
O edifício da Câmara do Porto foi o mais visitado da cidade e um dos cinco mais procurados pelo público do Open House Porto, durante o fim de semana, em que a afluência de visitantes voltou a quebrar o recorde dos anos anteriores.

"Os cinco edifícios mais visitados nesta edição foram respetivamente o Terminal de Cruzeiros de Leixões (8.692), o Mosteiro da Serra do Pilar (2.799), a Torre Altice (2.110), a Casa da Arquitectura (1.681) e a Câmara Municipal do Porto (1.408)", revelou hoje a Casa da Arquitectura, que organizou e produziu o evento em parceria com os três municípios da Frente Atlântica.

Dentro do universo das 31 casas particulares incluídas no roteiro, foi a Casa Fez, no Porto, a mais visitada, com 1.013 visitantes.

No global, a 5.ª edição do Open House Porto mobilizou 37.578 visitas aos 70 espaços que abriram as portas gratuitamente no Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia.

O evento, que foi desta vez dedicado à "Vida Interior" das cidades, teve como comissários os arquitetos Joana Couceiro e Nuno Valentim e constituiu "um enorme sucesso, que permitiu mostrar a um público muito alargado um lado normalmente oculto e de difícil acesso nas cidades e que tem a ver com a intimidade reservada do espaço urbano, o que fica do lado de dentro das paredes", considera o diretor-executivo da Casa da Arquitectura, Nuno Sampaio.

Apesar de quase metade dos espaços do roteiro deste ano serem casas particulares (44%), com reduzida capacidade de acolhimento de pessoas, a enorme afluência registada mostra que "a programação feita pelos comissários foi muito bem conseguida e foi ao encontro da curiosidade das pessoas, mostrando alguma da melhor arquitetura que as três cidades têm para oferecer", acrescenta.

O desafio suscitado pelo perfil da programação foi ganho também por causa "da excelente organização que esteve por detrás desta edição", que mobilizou 300 voluntários, 107 especialistas e 189 visitas comentadas, gerando um total superior a 760 horas de abertura ao público.

A Casa da Arquitectura considera que "o enorme sucesso" desta iniciativa resulta de vários fatores: "a qualidade do programa apresentado, com edifícios de enorme qualidade arquitetónica, e uma organização exemplar, a que acresce uma imensa generosidade dos proprietários que abriram as portas dos seus espaços, incluindo os mais reservados".

A edição deste ano do Open House Porto foi a que apresentou o maior número de espaços abertos ao público (70), o que traduz um aumento de 8% face ao ano anterior. Quanto às visitas, aumentaram 18% relativamente a 2018.

Esses números revelam uma crescente apetência por parte do público para conhecer a arquitetura das cidades envolvidas.

Além das visitas aos espaços, o Open House Porto oferece todos os anos um programa paralelo gratuito de atividades destinadas a vários públicos, de que se destacam as atividades para crianças e famílias e as visitas inclusivas.