Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Dia Mundial do Ambiente
05-06-2015

As comemorações do Dia Mundial do Ambiente tiveram hoje como pano de fundo o magnífico, e ainda pouco conhecido, Parque Urbano da Pasteleira, numa ação de sensibilização em larga escala, que contou a participação ativa de mais de um milhar de jovens da comunidade escolar mais próxima e que encontrou na "qualidade do ar" a inspiração temática.


As comemorações de hoje encerram um vasto programa que arrancou no Dia Nacional da Energia (29 maio), e do qual fizeram parte várias atividades, como o habitual concurso de conceção e corrida municipal de carrinhos solares "À Velocidade do Sol", exposições de trabalhos e fotografia realizadas pelas escolas e instituições que frequentaram os equipamentos de educação ambiental durante o ano letivo, dramatização de histórias em torno das temáticas ambientais, oficinas de expressão plástica com recurso a reutilização de materiais, "pedipaper", escalada de árvores no âmbito de uma ação de formação sobre a importância do arvoredo em meio urbano - tudo num ambiente de grande animação.


No final da manhã de hoje teve lugar a assinatura de protocolo de colaboração entre a Câmara do Porto e a CCDR-N (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte), mas também com a PSP e ANTROP, que vinculam as partes à adoção de medidas para a melhoria da qualidade do ar na Região do Norte.


Este protocolo de cooperação voluntária é assinado no contexto do Plano de Qualidade do Ar da Região Norte para o poluente NO2 (Dióxido de Azoto), elaborado pela CCDR-N como resultado das ultrapassagens do valor limite anual nos anos de 2011 e 2012 nas estações de tráfego localizadas no Porto (Antas), Matosinhos (Senhora da Hora) e Braga (Circular Sul). Das ações a implementar, e que visam a redução dos níveis de poluição atmosféricas, destacam-se pela Câmara Municipal do Porto, a renovação da frota mais antiga, previsão de aquisição de viaturas elétricas ligeiras e o estudo da possibilidade de serem criadas vias reservadas a automóveis ligeiros particulares, que transportem mais de um ocupante, carros elétricos ou híbridos.