Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cultura em Expansão estreia dois projetos que vão percorrer a cidade
10-04-2018
O programa municipal tem duas novidades para o próximo fim de semana, uma das quais em estreia absoluta. Em Campanhã, há uma nova etapa do Reclaim the Future/Exige o Futuro, com o Visões Úteis, e no Bonfim é lançada a inovadora Galeria Portátil com a escultora e fotógrafa Katalin Déer. 

Pelas 18,30 horas de sexta-feira, o Visões Úteis está no Auditório da Junta de Freguesia de Campanhã, no âmbito do projeto europeu Reclaim the Future/Exige o Futuro e para dar continuidade ao trabalho desenvolvido no ano passado, que integrou a quarta edição do Cultura em Expansão.

Inserido na vertente "O palco é a cidade" deste programa municipal, o registo do processo de criação da "Parada Desatada" com as comunidades de Campanhã deu origem ao documentário "Reclaim the Future / Exige o Futuro", realizado por Alexandra Allen, Nuno Santos e Sara Allen. O filme será exibido numa sessão que contará também com o lançamento do livro "Ficou tudo ao Deus dará", de Márcia Andrade, escrito a partir das histórias e memórias dos ex-habitantes do bairro de São Vicente de Paulo.

Depois, entre maio e julho, o Visões Úteis desenvolverá um workshop de "Performance em Comunidade", cujo resultado será apresentado no evento final de "Reclaim the Future", em Bruxelas. Será também apresentada uma exposição de fotografias que junta os "Desejos para o Futuro" dos vários países parceiros em Dunquerque (França) e Stornoway (Escócia), nos meses de julho e agosto.

Galeria Portátil abre projeto Viagens

No sábado, o Cultura em Expansão faz a estreia de mais um dos seus projetos, a juntar ao recentemente lançado "Fala-me ao ouvido". Trata-se de "Viagens", um ciclo que levará vários projetos de longa duração nas áreas das artes visuais, teatro e cinema a percorrer as sete freguesias do Porto. De caráter itinerante, abrange um cinema insuflável, uma conferência, uma objetoteca, uma galeria portátil e um contentor que se prepara para uma viagem transoceânica.

A inauguração faz-se às 17 horas com a Galeria Portátil, uma proposta da editora luso-suíça de fotografia Pierrot Le Fou, que vai acolher projetos de fotografia e vídeo com uma programação inicial de três exposições que pensam as formas de viver e usar a cidade. Enquanto objeto formaliza-se como um edifício imaginário miniaturizado, inspirado na Boîte-en-­Valise de Marcel Duchamp, provocando a noção de privacidade do espectador e tornando ambíguo o sentido de escala.

Através de projetos inéditos, os fotógrafos Katalin Déer, Carlos Lobo e Dinis Santos são convidados a apropriar-se da especificidade deste objeto-espaço, assumindo o ato de expor como forma de experimentação continuada da obra e, tal como na câmara escura, transformando cada exposição num mecanismo mediador de perceção. Construído de modo a ser autónomo, será instalado fora dos espaços artísticos convencionais. Neste primeiro momento, circulará entre as freguesias do Bonfim, Ramalde e Massarelos. 

A partir deste sábado, dia 14, e até 12 de maio, o protagonismo é de Katalin Déer na Estação de Metro do Campo 24 de Agosto, diariamente entre as 06h00 e as 01h00.