Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cultura chega ao Matadouro
30-11-2015

O "Baile" da coreógrafa Aldara Bizarro, um espetáculo com participação da comunidade, foi o último espetáculo da edição deste ano do programa Cultura em Expansão, no passado sábado, no Bairro da Pasteleira. O presidente da Câmara do Porto revelou que a iniciativa vai continuar "com mais força" em 2016 e ter uma componente de "programação permanente" no antigo Matadouro Municipal.


"Este é um projeto que vai continuar ainda com mais força, com parceiros privados e envolvendo muitas parcerias. Aliás, no investimento que vamos anunciar brevemente para o Matadouro, esta será uma das componentes - será uma das programações permanentes", adiantou Rui Moreira, que assumiu o pelouro da Cultura depois da morte do vereador Paulo Cunha e Silva.


"O Baile", um espetáculo da coreógrafa Aldara Bizarro com a participação de sete bailarinos profissionais, cerca de 30 moradores da Pasteleira e músicos da Banda Marcial da Foz do Douro, que assinalou o encerramento da segunda edição do Cultura em Expansão.


"Este é um dos projetos mais marcantes da cultura no Porto, da ligação às comunidades às associações, aos bairros, à inclusão. É a Cultura como o princípio de tudo, na sua ligação à coesão social e à economia", frisou Rui Moreira.


O presidente referiu ainda a intenção de "criar espetáculos nos bairros e integrá-los na programação da cidade", numa ligação "biunívoca" que a Câmara promete "não abandonar".


De acordo com o presidente da Câmara, o Cultura em Expansão vai, em 2016, "continuar a percorrer" os bairros mas pretende conquistar "algumas âncoras" fora deles. O edifício do antigo Matadouro Municipal será uma delas.


A edição de 2015 do programa Cultura e Expansão contou com cerca de 40 sessões nas áreas do teatro, dança, literatura, cinema, música e performance em vários bairros da cidade de Campanhã à Pasteleira. A iniciativa é sempre com entrada gratuita, tem como parceiro a Fundação Manuel António da Mota (Mota-Engil).