Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Criação do Mercado Económico da CPLP discute-se no Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota
25-11-2019
A cidade do Porto foi escolhida para receber a 2.ª edição da Conferência Económica do Mercado da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), que se realiza a 3 de dezembro e tem entre as prioridades fazer avançar efetivamente um mercado único que agregue os 274 milhões de pessoas dos nove países lusófonos.

O encontro vai beneficiar das novas condições oferecidas pelo reabilitado Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota, acomodando os delegados que vão debater questões tão importantes e diversas como a mobilidade e atribuição de vistos no seio da CPLP, o aumento das ligações aéreas e marítimas entre os Estados-membros ou a maior integração de mulheres e jovens nas instituições.

Assim, a conferência - organizada pela CE-CPLP (Confederação Empresarial da CPLP), que está a comemorar os seus 15 anos - quer posicionar-se como o evento de referência dos países lusófonos e pretende avançar a partir do Porto com a criação de grupos de trabalho específicos para as temáticas da Mobilidade, Emigração e Diáspora, Coordenação e Ligação entre os Tribunais Arbitrais e a CPLP, Manual de Ética e de Compliance das Empresas e Energias Renováveis na CPLP.

Resultante de uma decisão da Conferência de Chefes de Estado da CPLP em 2000, a CE-CPLP foi fundada em 2004 e tem por missão criar uma rota de investimentos dentro dos países-membros da organização, estimulando a cooperação e parceria entre as suas instituições.

Nesse sentido, está também prevista para o encontro no Porto a apresentação de propostas de reconhecimento das equivalências profissionais, de um acordo de dupla tributação e de empoderamento feminino e equidade, bem como contributos para as agendas política e económica da CPLP.

O balanço da conferência, com as recomendações que dela resultarem, será formalizado na Carta do Porto a subscrever pelos representantes dos nove países participantes.

+info: CE-CPLP