Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cortejo do Traje de Papel é em honra de S. Bartolomeu mas hoje olha para Sophia
25-08-2019
Um "banho santo" no mar põe fim ao Cortejo do Traje de Papel que, a partir das 10 horas deste domingo, percorre várias ruas da zona da Foz, no que é o ponto mais alto das Festas em Honra de São Bartolomeu.

Reunindo centenas de participantes e milhares de pessoas a assistir, a festa anual de cor e alegria na Foz do Douro tem desta vez uma motivação ainda mais especial pois homenageia também Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) no centenário do seu nascimento.

De resto, o cortejo é uma tradição e culmina festividades que decorrem já desde julho por toda a freguesia. Mas é depois de percorrer a Cantareira, Passeio Alegre, Rua da Senhora da Luz, Avenida do Brasil, Rua do Coronel Raúl Peres e Rua de São Bartolomeu que ganha outro significado o conjunto de garridos trajes de papel: o "banho santo" na Praia do Ourigo.

Reza uma lenda que o objetivo de tal atitude é agradecer os favores de São Bartolomeu e ficar livre de maleitas, pelo que são também muitos os populares que se juntam aos figurantes e mergulham.

Seja por devoção, crença ou diversão, o que é certo é que o desfile acaba sempre em festa dentro de água, embora esta iniciativa organizada pela União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, com o apoio da Câmara do Porto, reserve ainda muita mais animação até 20 de setembro.