Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Convocatória Aberta do projeto Alumia reúne um total de 20 candidaturas
06-01-2017

Para celebrar a efeméride dos 20 anos da classificação do Centro Histórico do Porto como Património Mundial, assinalada no passado dia 5 de dezembro, a Câmara do Porto lançou o Alumia. Antes, a 25 de novembro, o projeto tinha desafiado artistas e criadores a transformar a visita noturna ao património, através de instalações físicas que usassem a luz como ferramenta de exploração plástica e simbólica. E a comunidade respondeu com entusiasmo. 


A Convocatória Aberta do Alumia recebeu um total de 20 candidaturas, entre propostas individuais e coletivas, com abordagens criativas bem distintas. A arquitetura, o urbanismo, a engenharia, o design, as artes performativas ou o audiovisual foram algumas das áreas do saber presentes nos projetos submetidos a concurso.




Tal como previsto no regulamento do desafio, as propostas serão agora ponderadas e selecionadas por um corpo de júri, que anunciará os resultados a 31 de janeiro. Serão atribuídos 3.570 euros para a concretização de cada uma das propostas eleitas.


As setes instalações escolhidas serão depois materializadas e apresentadas publicamente a 24 e 25 de março de 2017, véspera e Dia Nacional dos Centros históricos. Em conjunto, formarão um percurso entre o Passeio das Virtudes e as Escadas da Vitória.


O Alumia resulta de uma candidatura submetida e aprovada no âmbito do Programa Operacional Norte 2020 e o seu valor global é de 387 mil euros, cofinanciados em 85 por cento pela União Europeia. Depois do Manobras e do Locomotiva, é o terceiro projeto de dinamização cultural que usa o Centro Histórico do Porto como território de intervenção e inspiração.