Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Consultora internacional cresce no Porto e contrata mais quadros em 2019
27-03-2019

A Aubay, multinacional francesa de consultoria em tecnologia e integração de sistemas de informação, instalou-se no Porto em 2016 e já mudou de escritório três vezes. Começou a operar num espaço exíguo de 9m2 e ocupa agora 500m2 na Avenida da Boavista. Até ao final do ano, pretende expandir o negócio e chegar aos 200 colaboradores.


O plano de expansão da consultora para Portugal envolve o aumento de cerca de 60 postos de trabalho no Porto. Atualmente a empregar cerca 140 pessoas na cidade, o objetivo traçado pela Aubay, como informa ao Jornal de Negócios, é atingir as duas centenas de funcionários até ao fim de 2019. 

"Com cerca de 30 clientes ativos nesta região, o novo escritório vai permitir à Aubay continuar a crescer a sua operação", reforça a multinacional àquele diário, acrescentando que com este aumento da estrutura de apoio ao negócio será possível acolher "mais projetos de nearshore [proximidade], bem como proporcionar aos seus colaboradores novos espaços dedicados à realização de ações de formação e de convívios após o horário de trabalho".

Fundada em França em 1998, a Aubay chegou a Lisboa há 12 anos. No Porto instalou-se mais recentemente, em 2016, incentivada pela nova dinâmica da cidade no apoio ao investimento externo.

Em apenas três anos de atividade na Invicta esta é a terceira vez que muda de instalações, sempre em crescendo.

Recentemente, o Município do Porto viu a sua estratégia de captação de investimento externo ser reconhecida pelos FDi Strategy Awards 2018, atribuídos pelo grupo Financial Times.

Desde 2015, altura em que o presidente da Câmara do Porto criou o gabinete de atração de investimento Invest Porto, a cidade já viu chegar a multinacional eólica Vestas (por esta instalação, aliás, recebeu recentemente no MIPIM, em Cannes, o palmarés na categoria "Project Wins" - Projetos Vencedores), entre muitas outras empresas globais, como a BMW, Talkdesk HostelWorld. Ou ainda a Critical Software que, com ADN português, conquistou a NASA.