Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Conselho Municipal da Juventude do Porto começa um novo ciclo
26-01-2018

Mais de 60 representantes de associações juvenis, do Ensino Superior e de organizações públicas e privadas com atribuições na temática da juventude, bem como das várias forças políticas com assento na Assembleia Municipal, participaram, na quinta-feira, na reunião do Conselho Municipal da Juventude. A ampla participação e o facto de o encontro se realizar primeira vez fora dos Paços do Conselho, no Teatro Rivoli, ficam como notas positivas de uma sessão marcada pela tomada de posse dos novos membros do Conselho.


O "número assinalável" de participantes "é um grande sinal de compromisso dos jovens com o Município, mas acima de tudo um sinal da vitalidade das estruturas juvenis, da Academia e do movimento associativo da cidade", congratulou-se a vereadora com o pelouro da Juventude e Desporto da Câmara do Porto.

Para Catarina Araújo, a sessão permitiu sublinhar a premissa do Município: "debater e construir com os jovens as políticas da juventude". Neste contexto, a reunião constituiu "o primeiro momento", neste novo mandato autárquico, "para se pensar em conjunto vários temas que importam aos jovens".

A vereadora realçou ainda o facto de o Conselho reunir-se no Rivoli. "Desde 2000, ano de instalação deste órgão, é a primeira vez que ele acontece fora dos Paços do Concelho. Não é um acaso, é um sinal pensado que quisemos dar de maior abertura desta estrutura à cidade", revelador da vontade em criar com os jovens "maior envolvimento" e responder ao "compromisso com o Porto".



Na reunião de ontem, procedeu-se à tomada de posse dos membros do novo Conselho Municipal da Juventude, que passou a ter 58 conselheiros. Como representante deste órgão no Conselho Municipal da Educação foi eleito José Maria Eça de Queirós Couceiro da Costa.

A sessão permitiu dar início ao debate e à partilha de ideias e experiências entre os jovens sobre a cidade. Foi também apresentado o Plano Anual de Atividades para este ano. Marcada pelo ambiente descontraído em que decorreu, a reunião encerrou com uma atuação surpresa dos Oupa! Lordelo.

Como órgão consultivo do Município, o Conselho Municipal da Juventude assume, como principal premissa, o direito de participação de auscultação e de intervenção dos jovens da cidade através das suas associações, a promoção e a participação cívica juvenil. A partir desta dinâmica, o Município procura integrar as contribuições dos jovens na definição das políticas de juventude do concelho.