Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Parques de estacionamento municipais vão ter tarifas reduzidas para moradores e comerciantes
22-02-2017

A Câmara do Porto vai alterar os preços dos parques de estacionamento municipais, fomentando a sua utilização por parte de moradores e comerciantes que verão as avenças reduzidas. Os motociclos vão deixar de pagar e os carros elétricos terão descontos. No Silo Auto a redução da avença de morador baixa de 75 para 30 euros.

 

Estas medidas e outras medidas relacionadas com os parques de estacionamento municipais no Porto serão sujeitas a votação na próxima quarta-feira, em reunião de executivo. Visam fomentar a utilização dos parques por moradores e comerciantes, deixando a via pública para a rotação e estacionamento ocasional. Promover a utilização de meios suaves de transporte e veículos elétricos é outro dos objetivos da autarquia.


No conjunto de medidas a aprovar, inclui-se o ajuste dos preços praticadas no universo dos parques municipais, de acordo com a sua localização e características.


Assim, quanto ao estacionamento de rotação, o parque da Trindade mantém os preços existentes ao público. O Parque da Alfândega terá um aumento de 38% no preço de estacionamento 24 horas, verificando-se aumentos nas primeiras 3 horas e em todo o período nocturno por forma a equilibrar a tarifa de rotação com os preços praticados nas zonas de estacionamento de duração limitada.


No Parque de Duque de Loulé, haverá um acréscimo de 11% no preço 24 horas, que resulta exclusivamente de um aumento dos preços noturnos de 0,15€ para 0,20€. O Parque dos Caminhos do Romântico baixará de preço em 29% a partir da 2.ª hora de estacionamento.


Em todos estes parques, o estacionamento passa a ser gratuito para motociclos, ciclomotores e bicicletas.


O Parque de São Roque da Lameira fica dedicado a autocarros e estabelece-se o valor do estacionamento, por fração de 15 minutos, em 0,70€. O Parque da Viela do Anjo é exclusivo para moradores em regime de avença e não se aplica qualquer preço público e o Parque do Silo Auto mantém o valor dos preços praticados para o estacionamento de rotação.

 

Além das alterações dos preços de rotação, será definido um valor de cerca de 30 euros para a avença de residentes em todos os parques, o que representa uma redução muito significativa. É criada uma nova avença para veículos elétricos com uma redução de 15% sobre o valor a pagar. Mas a maior novidade é a criação de uma avença para comerciantes em quase todos os parques.

 

Com estas medidas o valor da avença ao público no Parque da Trindade sofre uma redução de 38% e o valor da avença para comerciante neste parque (antes avença de equiparado a residente) reduz-se em 30%. O valor da avença para residente reduz 42%. É criado um bilhete de 3 dias cujo preço é de 20 euros. No parque da Alfândega, o valor da avença para público sofre um aumento de 13%, mas mantêm-se o valor das avenças de comerciante e residente. O preço do bilhete de 3 dias é também de 20 euros.

 

O parque do Silo Auto mantém os preços de rotação, reduzindo a avença mensal de residente de 75 para 30 euros mensais. A avença mensal diurna para não residentes é de 49 euros mensais e aplica-se a comerciantes.

 

No parque de Duque de Loulé, o valor da avença para público reduz 24%; o valor da avença para comerciante baixa 14%; o valor da avença para residente reduz 21% e o preço do bilhete de 3 dias é também de 20 euros. No parque dos Caminhos do Romântico, o valor da avença para o público reduz 50%; o valor da avença para comerciante reduz 43%; o valor da avença para residente reduz 42% e o preço do bilhete de 3 dias é sempre de 20 euros.

 

No parque da Viela do Anjo, a avença para residente, única disponível, mantém o valor atual e o Parque de São Roque da Lameira, sendo exclusivo a autocarros, terá uma avença de 100 € por mês.

 

Estas alterações vêm equilibrar a oferta e a procura para estacionamento de rotação, beneficiando, em todos os casos, as avenças de moradores e comerciantes, que passarão a ter nos parques municipais soluções de estacionamento permanente a preços muito acessíveis.