Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Comerciantes da zona da movida com recolha de lixo porta a porta
17-06-2016

A Câmara do Porto, em colaboração com a Lipor (Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto), lançou um novo projeto de recolha de resíduos recicláveis porta a porta nos estabelecimentos comerciais da cidade localizados na chamada "zona da movida".


A iniciativa foi apresentada pessoalmente a alguns comerciantes, no início desta semana, pelo vereador da Inovação e Ambiente, Filipe Araújo e pelo vereador do Comércio e Turismo, Manuel Aranha.


O projeto tem como objetivo promover a correta gestão dos resíduos, aumentar a disponibilidade dos ecopontos, incrementar a recolha de recicláveis e reduzir os resíduos indiferenciados.


"É entregue um kit a cada estabelecimento e os comerciantes são informados das condições para poderem participar, sendo que o objetivo final é que a deposição dos resíduos na via pública seja feita por um espaço muito curto de tempo", referiu ao www.porto.pt Filipe Araújo. O vereador da Câmara do Porto com a responsabilidade da pasta do ambiente explicou que são distribuídos sacos para que os comerciantes possam separar os resíduos.


"Queremos aumentar os níveis de reciclagem na "zona da movida", onde temos vários estabelecimentos, que têm vindo a crescer em termos de número, bares e restaurantes, e fruto desse desenvolvimento tem sido criada uma maior pressão sobre os equipamentos que temos na via pública", disse.


O projeto arrancou ontem, quinta-feira, com 73 estabelecimentos aderentes, distribuídos pelas ruas do Passeio dos Clérigos, Rua Cândido dos Reis, Rua da Conceição, Rua Galeria de Paris, Rua da Picaria, Rua das Carmelitas, Rua de José Falcão, Rua de Santa Teresa, Rua do Conde de Vizela e Travessa de Cedofeita.


A recolha é efetuada duas vezes por dia, tendo a primeira início às 5 horas da manhã e a segunda pelas 19 horas, de segunda a sábado.


Numa primeira fase, o Município pretende abranger cerca de 450 novos estabelecimentos.


Recorde-se que, no início de 2015, a autarquia, também em colaboração com a Lipor, lançou uma iniciativa semelhante na zona da Ribeira