Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Colóquio discute o futuro da representação política democrática em Portugal
19-01-2018
A Assembleia da República, em colaboração com a Câmara do Porto, promove na próxima segunda-feira, 22 de janeiro, no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, um colóquio para debater o futuro da representação política democrática, por ocasião dos 200 anos da criação do Sinédrio e no âmbito das Comemorações do Bicentenário do Constitucionalismo Português. O acesso é livre.

A sessão de abertura, marcada para as 9,30 horas, está a cargo do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

Segue-se a conferência inaugural da responsabilidade de Artur Santos Silva, antigo presidente das Comemorações do Centenário da República. A manhã é preenchida com um debate de teor mais académico e a tarde de teor mais político.

O Sinédrio, uma associação fundada por Manuel Fernandes Tomás, Ferreira Borges, Silva Carvalho e Ferreira Viana, com ligações à Maçonaria, foi constituído na cidade do Porto a 22 de janeiro de 1818.

Esta associação secreta, que tinha como grande objetivo instaurar o liberalismo em Portugal, interveio ativamente na organização da revolução liberal de agosto de 1820, que levaria à implantação em Portugal de um regime constitucional e representativo, com a primeira Constituição portuguesa, datada de 23 de setembro de 1822.