Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cidades atlânticas com Centro Histórico debatem no Porto desafios conjuntos
21-05-2019
O Porto é anfitrião do 3.º Encontro Internacional "Historic Centres under Change - Perspectives of World Heritage in the Atlantic Area" ("Centros Históricos em mudança - perspetivas sobre o Património Mundial no Espaço Atlântico"), na quarta-feira, dia 22 de maio.

O encontro, que decorre no auditório do Paço Episcopal a partir das 14,30 horas, inscreve-se no âmbito do projeto "AtlaS.WH - Heritage in the Atlantic Area. Sustainability of the Urban World Heritage", financiado pelo programa Interreg Atlantic Area, e vai debruçar-se sobre o "Estudo temático sobre desafios conjuntos", elaborado com base nas conclusões do encontro anterior, que teve lugar em Florença.

Concretizado com o apoio da Universidade de Florença, esse estudo visou investigar, identificar e selecionar as melhores práticas que constituem uma abordagem inovadora para fazer face aos desafios assinalados. Engloba, também, um guia para os Gestores dos Sítios, garantindo a existência de um conjunto de orientações que deverão ser incorporadas nos futuros Planos de Gestão e de Sustentabilidade.

No referido encontro florentino, em novembro de 2018, o AtlaS.WH apresentara o estudo elaborado por sua vez por Santiago de Compostela ("Estudo de Diagnóstico sobre Sítios Urbanos Património Mundial no Espaço Atlântico"), cujas conclusões identificavam como principais desafios a Governança, o Turismo e a População.

Esses desafios foram, aliás, alvo de um debate promovido na cidade do Porto, em 30 de março último, Dia Nacional dos Centros Históricos.

Os Encontros Internacionais de Sítios Património Mundial no Espaço Atlântico foram também inaugurados na Invicta, a 30 de janeiro do ano passado, reunindo as cidades de Edimburgo e Bordéus, além de Florença, Santiago de Compostela e Porto. 

Para o novo encontro desta semana no Porto, a entrada é livre, mas sujeita à capacidade da sala. A língua oficial do encontro é a inglesa.

Mais informações sobre o projeto AtlaS.WH em www.atlaswh.eu.