Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cidade veste-se de rosa com a Corrida da Mulher
20-05-2017

Este domingo, 21 de maio, corre-se a 12.ª EDP Corrida da Mulher, com partida às 10 horas na Alameda das Antas e chegada na Avenida dos Aliados.


A prova, a primeira do calendário desportivo da Runporto apoiado pela EDP e recentemente apresentado, é composta por um percurso de cinco quilómetros e exclusivamente para participantes do sexo feminino.


Na vertente competitiva estão confirmadas as atletas Filomena Costa, do ACD Jardim da Serra e vencedora da última edição, Fátima Silva do C. D. Póvoa e vencedora da edição de 2013, Salomé Rocha, que atingiu recentemente os mínimos para o próximo Campeonato do Mundo de Atletismo, e ainda Daniela Cunha, do Sporting C. P., Sónia Pinto do S. C. Salgueiros e Tânia Fernandes, do G. C. Bragança.


A corrida irá angariar fundos para o Instituto Português de Oncologia do Porto e a luta contra o cancro da mama. Nas 11 edições realizadas foram já angariados mais de 200 mil euros.


Mas a vertente solidária da corrida não se esgota na angariação de fundos para o IPO do Porto. Será também realizada uma recolha de alimentos para a Legião da Boa Vontade (LBV), em que as participantes poderão, no momento de levantamento do dorsal, no Alameda Shopping, levar bens alimentares destinados à missão daquela instituição que trabalha no campo social na cidade do Porto.  


Para além da parte desportiva, ao longo do percurso vão existir diversos pontos de animação que culminam com um momento musical dos Calema, na Avenida dos Aliados.


As inscrições de última hora ainda podem ser efetuadas no Alameda Shopping, sexta e sábado, das 10 às 24 horas. O levantamento dos kits de participante é no mesmo local e horário.


Como é habitual, este tipo de iniciativas obriga a diversos condicionamentos de trânsito (ver anexo). De referir também, que no dia da prova, a Metro do Porto vai reforçar a capacidade da operação, aumentando o número de veículos duplos em circulação durante a manhã.