Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Cidade quer transportes de mercadorias mais verdes
24-04-2019

O Município do Porto acaba de aderir à iniciativa "Call for Zero Emission Freight Vehicles", comprometendo-se a reduzir as emissões poluentes originadas pelos transportes de mercadorias.


No âmbito da participação da cidade na TDA - Transport Decarbonisation Alliance (Aliança para a descarbonização dos transportes), a Câmara do Porto aderiu à iniciativa "Call for Zero Emission Freight Vehicles".

Face à escassa oferta no mercado de veículos "verdes" de transporte de mercadorias, que cumpram os requisitos técnicos dos utilizadores finais e a preços competitivos, o objetivo mais imediato é reunir procura suficiente por este tipo de veículos sem emissões poluentes, de forma a incentivar os fabricantes à sua produção, acelerando esta transição.

A adesão não é vinculativa, constituindo antes uma declaração de interesses que visa validar junto dos fabricantes o real interesse e procura destes pesados. Tal como todas as outras entidades e instituições aderentes, a autarquia comprometeu-se a manifestar o seu interesse sobre quantas viaturas zero-emissões poderia vir a adquirir.

Recorde-se que, a este nível, o Município do Porto foi pioneiro ao conduzir uma grande operação de renovação da sua frota, tendo hoje 70% dos seus veículos elétricos ou híbridos plug-in. Este investimento traduz-se numa redução aproximada de cerca de 2,3 mil toneladas de CO2, em quatro anos.

Recentemente, a cidade subscreveu ainda o Pacto dos Autarcas, em Génova, selando o compromisso de que até 2030 reduzirá as emissões de carbono em pelo menos em 40%. O objetivo municipal é mesmo mais ambicioso e fixa-se nos 50%.