Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto associa-se à "Hora do Planeta"
17-03-2016

No próximo sábado, 19 de março, das 20,30 às 21,30 horas vários monumentos da cidade e o edifício da Câmara do Porto vão ficar às escuras. O Município associa-se à Hora do Planeta, iniciativa promovida por uma das maiores organizações ambientais do mundo, a World Wide Fund For Nature (WWF).


Para além dos Paços do Concelho, a Ponte Luiz I, a Sé do Porto, o Forte de S. João Baptista, o Mercado Ferreira Borges, o Palácio da Bolsa, as Igrejas da Lapa, da Trindade, num total de 26 monumentos e edifícios da cidade vão desligar as luzes.


A campanha a "Hora do Planeta" foi criada em 2007 pela WWF, uma organização ambientalista, fundada em 1961 e hoje com cinco milhões de associados nos cinco continentes.  No primeiro ano, em Sidney, na Austrália, 2,2 milhões de pessoas e mais de duas mil empresas apagaram as luzes por uma hora, numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.


Um ano depois, a iniciativa tornou­-se um movimento de sustentabilidade global, com mais de 50 milhões de pessoas em 135 países a mostrarem o seu apoio à causa desligando simbolicamente as luzes - ao mesmo tempo que se apagavam monumentos emblemáticos como a Torre Eiffel, em Paris, a Ponte Golden Gate, em São Francisco, ou as Torres Gémeas de Kuala Lumpur, na Malásia.


Portugal aderiu em 2009, com um apagão em 11 cidades, mas a iniciativa cresceu e em 2015 já foram 118 as cidades portuguesas a desligar as luzes.


No Porto, o Município comprometeu-se também a promover a utilização de luminárias públicas com tecnologia LED, de modo a reduzir o consumo de energia elétrica e as respetivas emissões de CO2, medidas que já têm vindo a ser implementadas no âmbito da política ambiental.