Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

"Noites de Boris" abre amanhã na Casa das Artes com filme de Leonor Teles
04-08-2020
"As Noites de Boris" abrem nesta quarta-feira, dia 5, nos Jardins da Casa das Artes, com a exibição de três curtas-metragens de três realizadoras, numa celebração do cinema português no feminino: "Dia de Festa" de Sofia Bost, "Ruby" de Mariana Gaivão, e "Cães Que Ladram aos Pássaros" de Leonor Teles, este último produzido no âmbito do programa municipal Cultura em Expansão. O início da sessão está marcado para as 22 horas.  

Durante as quartas-feiras do mês de agosto, uma tela gigante disposta ao luar, nos Jardins da Casa das Artes, indicará a presença de um ciclo de cinema que, pelo segundo ano consecutivo, traz ao conhecimento do público curtas-metragens nacionais e europeias.

Na sessão de estreia, o filme de Leonor Teles, que surpreendeu o Festival Internacional de Cinema de Veneza, será exibido em conjunto com duas outras obras portuguesas: "Dia de Festa" de Sofia Bost, e "Ruby" de Mariana Gaivão.

Na próxima semana, dia 8, o Cineclube do Porto, que promove a iniciativa, acolhe uma programação da Casa da Animação e do festival de cinema de animação OLHO, com a exibição de curtas-metragens dedicadas à temática "mundos admiráveis".

No dia 19 de agosto, e há semelhança do ano anterior, o ciclo apresentará curtas do BEAST - Festival Internacional de Cinema da Europa de Leste.

A 26 de agosto, a organização propõe uma sessão dedicada a Fernando Pessoa, com a exibição da curta-metragem "Como Fernando Pessoa salvou Portugal", de Eugène Green, e "Boca do Inferno", de Luís Porto, filmada na cidade do Porto e que contará com a presença do realizador.

Este ano, devido às medidas preventivas adotadas no combate à Covid-19, a entrada é livre condicionada ao levantamento de bilhete. No total, há 80 lugares sentados, mais 30 disponíveis na relva. Os bilhetes poderão ser levantados a partir das 20,30 horas do próprio dia da sessão.

Em caso de mau tempo, as sessões decorrem no interior da Casa das Artes, na Sala Henrique Alves Costa.