Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Chefe de Estado elogia excelência do Ensino no Porto ao inaugurar novas instalações da Escola Superior de Saúde
10-11-2017

O Presidente da República elogiou hoje a forma como a região do Porto tem investido na Educação e na Coesão Social, uma aposta que passa pela componente da Saúde. Neste domínio em particular (a razão por que interveio), louvou "o que aqui existe em termos de aprofundamento da qualidade e da excelência do Ensino Superior". Marcelo Rebelo de Sousa falava na inauguração das novas instalações da Escola Superior de Saúde (ESS) do Instituto Politécnico do Porto (IPP), no campo universitário da Asprela.


No registo próximo que lhe é reconhecido, o Chefe de Estado - que recebeu o Título de Honra do Politécnico do Porto, a mais alta distinção da instituição atribuída pela primeira vez a uma personalidade - elogiou o facto de no Porto existir "diálogo, intercâmbio cooperação", condições necessárias ao desenvolvimento. Antes, enaltecera a "força indómita das pessoas" e o seu "efeito de transformação, de atração", com prevalência de um "sentido coletivo que é verdadeiramente singular".

Sem esconder "como é agradável cá vir", Marcelo Rebelo de Sousa brincou mesmo: "Começo a ser suspeito de ligação excessiva ao Porto".




Cristina Prudêncio, presidente da ESS, foi também ao encontro deste sentimento de intercâmbio ao relevar a importância de a Escola estar agora "num local privilegiado, junto de outras instituições de Ensino Superior e da Saúde de referência".

Porque a intenção é sempre "fazer mais", a responsável aproveitou a ocasião para anunciar a implementação, nas próximas semanas, "da primeira fase da Clínica Pedagógica" da ESS. Uma nova unidade de apoio à investigação e ao empreendedorismo e a integração da Escola no CUME - Centro Universitário de Medicina foram outras boas notícias que quis partilhar.


Já a presidente do IPP realçou que o esforço financeiro realizado nesta Escola, "cujo investimento direto do Politécnico do Porto foi superior a 10,5 milhões de euros", expressa "a aposta nas pessoas, no Ensino e na investigação na área da Saúde".

"Materializamos no conhecimento a realização de um Portugal aberto, inovador, competitivo e democrático", considerou Rosário Gamboa, lembrando que o IPP é hoje "a maior instituição de ensino superior politécnico do país".

A responsável aproveitou para destacar que "a construção de mais uma residência de estudantes na cidade muito em breve se concretizará - a Residência Gil Vicente -, suportada no investimento de 3 milhões de euros. Permitirá duplicar a nossa oferta de residências a estudantes".


Maior Instituição de Ensino Superior Politécnico na área da Saúde do país, a ESS tem atualmente 2250 estudantes, 12 licenciaturas e 10 mestrados. "A recente instalação no Campus da Asprela, enquadrada num ambiente académico a que pertencem outras IES de referência, de investigação e de prestação de cuidados de saúde, reforça a missão da ESS em todas as suas dimensões", considera a instituição.