Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Até o Rui Reininho quis entregar instrumentos a alunos das escolas do Cerco
19-01-2017
25 crianças do Agrupamento de Escolas do Cerco, em Campanhã, receberam hoje instrumentos que podem mudar as suas vidas. Estão abrangidos pelo projeto "Música para Todos", que já beneficiou 180 crianças da zona oriental da cidade. Este ano, a novidade foi Rui Reininho, que também quis participar na iniciativa da Câmara do Porto.

Rui Reininho, que foi o convidado especial da edição deste ano, congratulou a autarquia por esta iniciativa e, dirigindo-se às crianças, afirmou: "Só as musas, só os grandes cidadãos do mundo, têm a chave para um mundo extraordinário. Com estes instrumentos, vocês têm agora nas mãos a chave para a felicidade."

Manuel Pizarro, vereador da Habitação e Ação Social da autarquia, explicou que este projeto é realizado "com especial empenho na freguesia de Campanhã, porque acreditamos que é preciso equilibrar a zona oriental e ocidental da cidade do Porto. E essa é uma causa que o presidente Rui Moreira abraça todos os dias", sublinhou.

O presidente da Câmara do Porto considerou, por sua vez, que este projeto desempenha um papel fundamental na formação global e integral das crianças, uma vez que promove a coesão social, apoiando a integração de crianças e jovens numa zona de maior vulnerabilidade social.

"Este é um projeto que tem impacto na vida destas crianças. Faz muita diferença, ajuda-as", afirmou Rui Moreira. "Quando tomei posse, e devo dizer que herdei este projeto do meu antecessor, Dr. Rui Rio, tinha que escolher algo para animar e escolhi a Orquestra de Bonjóia. Suas Majestades, os Reis de Espanha, foram recebidos pela Orquestra de Bonjóia aquando da sua visita à Câmara", reiterou.





O principal objetivo deste projeto é funcionar como um instrumento facilitador do processo de ensino-aprendizagem, combatendo o insucesso e o abandono escolar, através de uma estratégia de ensino articulado da música a alunos do 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico, de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) da cidade do Porto.

O projeto "Música para Todos" foi implementado pelo Município do Porto em parceria com o Curso de Música Silva Monteiro e com os Agrupamentos de Escolas do Cerco e do Viso.

O BPI - Banco Português de Investimento, a BIAL, a Fundação Manuel António da Mota e a Fundação Ageas - Corações em Ação, são os padrinhos deste projeto, ao qual se associaram de forma voluntária, provando que as sinergias entre o setor público e o setor privado acrescentam valor à comunidade.

A Orquestra Juvenil da Bonjóia é o resultado do trabalho desenvolvido ao longo dos anos no âmbito do projeto "Música para Todos". Atualmente, conta com cerca de 180 jovens provenientes do projeto e de outras escolas da cidade.